sábado, 5 de agosto de 2017

MEU PAI, NÓS E O ALZHEIMER...

        




Mais um dia dos  pais se aproxima... 

Nós sabemos que o nosso pai ainda vai saber quem somos este ano... Mas também sabemos que não por muito tempo...😢

Alzheimer faz com que ele não se lembre mais de muitas pessoas e se esqueça de muitas coisas, faz com que ele misture histórias aumente algumas .... Mas nós não nos esquecemos dele...💕

Peço a Deus que nos dê mais tempo, para olhar para você pai... Ouvir suas repetidas histórias... Nós vamos estar sempre aqui. 

Nascemos filhos. E esperamos ser filhos para sempre. Mimados (fui demais), educados, amados (como fomos amados).
Esperamos que os nossos pais invistam excessivas doses de amor em todo o nosso caminho da vida. Que, quando a vida doer, haja um colo materno ou paterno. Que quando a vida angustiar, encontremos neles um conselho sábio.
E, quando isso nos falta, há sempre uma vazio, um sentimento estranho de sermos exceção. Um sentimento de perda sem perder a pessoa, difícil de explicar e nesse momento temos de entrar numa enorme aventura de sermos pais dos nossos pais. Eu preciso me preparar para isso, ainda não sei como fazer...
Nesta viagem as memórias são muitas, as mesmas memórias que nos fortalece para continuarmos dia após dia...💕

Esta doença é devastadora porque não há cura, quando na realidade a parte devastadora é que não há sobreviventes, apenas memórias!😢

As memórias são o que nos trazem sorrisos, lágrimas aos nossos olhos e calor ao nosso coração...

Não consigo imaginar como será o dia em que vai me olhar e não saber que sou sua filha... 

Pai... O senhor pode estar aos poucos nos esquecendo... Mas jamais vamos te esquecer... 

Que Deus fortaleça nossa mãe... Que tanto está sofrendo em te ver assim... E também a nós seus filhos... 



O Alzheimer pode apagar sua memória mas nunca as nossas lembranças e nosso amor...💕

A MÚSICA QUE EDIFICA

Pesquisar este blog