domingo, 11 de julho de 2010

JEJUM E GUERRA ESPIRITUAL

Sem dúvida, o jejum deve fazer parte de nossa vida em Cristo para nos tornarmos melhores guerreiros na batalha em que estamos. Jesus foi claro:





“Quando jejuardes, não vos mostreis contristados como os hipócritas; porque desfiguram o rosto com o fim de parecer aos homens que jejuam. Em verdade vos digo que eles já receberam a recompensa. Tu, porém, quando jejuardes, unge a cabeça e lava o rosto; com o fim de não parecer aos homens que jejuas, e, sim, ao teu Pai em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.” (Mateus 6.16-18)

Muitos discípulos novos indagam sobre o valor do jejum, como fazê-lo, por quanto tempo, etc. Para ajudá-los, vamos responder à pergunta:

PARA QUE SERVE O JEJUM?

• PARA SANTIFICAÇÃO INDIVIDUAL – Salmo 35.13; 69.10

Por trás dos pecados que nos dominam, dos fracassos pessoais, por trás dos muitos males que afetam a igreja e obstruem os canais da bênção de Deus, os choques de personalidade, temperamentos, por trás de tudo isto se encontra o orgulho do coração do homem. O jejum é um corretivo divino que prepara a terra, quebra o orgulho, disciplina o corpo e humilha a alma.

• PARA QUE DEUS NOS OUÇA – Esdras 8.21-23; Neemias 9.1-3

O jejum dá asas à oração; dá poder nas petições (Jeremias 29.13,14; Joel 2.12). A oração é guerra contra as forças opositoras. O homem que ora com jejum testifica aos céus que quer aquilo que busca.

• PARA FAZER COM QUE DEUS MUDE A DIREÇÃO DAS COISAS – Jonas 3.4,10; 1 Reis 21.27

Aqui uma cidade prevaleceu com Deus pelo jejum e oração. Deus enviou Jonas a Nínive para estender sua misericórdia aos ninivitas.

• PARA SOLTAR OS CATIVOS – Isaías 58.6

Há aqui uma aplicação espiritual para os crentes de hoje. É uma luta que se trava nas “regiões celestiais”. Satanás é um adversário duro e não quer tirar sua mão das almas e corpos das pessoas, a menos que seja forçado a fazê-lo. O jejum provê esta força.
Fortalecimento do intercessor para forçar o inimigo a largar sua presa.
Dá autoridade no momento em que se deve dar a ordem de libertação.

• PARA DERROTAR O HOMEM FORTE – Isaías 49.24-25; Mateus 12.29; Lucas 11.21-23

Há casos de necessidade ao nosso redor. O Senhor quer que tenhamos a autoridade de enfrentar as forças ao nosso redor. “Em meu nome expelirão demônios” (Mateus 17.21; Marcos 16.7).

• PARA RECEBER REVELAÇÃO – Daniel 9.2,3,21,22

Daniel treinou-se desde cedo em sua alimentação (Daniel 1.8,11-16; 9.2,3). O Novo Testamento relata casos de jejum: Pedro (Atos 10.10); Paulo (Atos 27.21-24; 2 Coríntios 11.27). Paulo jejuava com freqüência e o capítulo seguinte fala de suas revelações.
Nada nas Escrituras indica que devemos buscar sonhos e revelações; quando buscamos a Deus, podemos encontrá-las.
Necessitamos constantemente da revelação de Deus para nossas vidas.

• PARA SUBJUGAR O CORPO – 1 Coríntios 9.27; Êxodo 16.3

Deus nos deu o corpo e certos instintos básicos que incluem os apetites do corpo, mas requer que tenhamos o físico submisso ao espiritual.
O cristão tem que saber distinguir a linha entre satisfazer os desejos normais do corpo e as demandas do espírito.
Paulo insistia em disciplinar o corpo para não “satisfazer os desejos da carne” (Romanos 13.14). “Revestir-se do Senhor Jesus”.
Para o discípulo o jejum é um exercício espiritual tão eficaz como a ginástica o é para o atleta.
Eliminação dos alimentos que viciam o corpo.

ASPECTOS PRÁTICOS DO JEJUM

• O JEJUM E O CORPO – 1 Coríntios 6.13,19,20

Um corpo normal, saudável e bem alimentado pode resistir por várias semanas sem ser prejudicado. O corpo vive de excesso de gorduras e somente depois de muito tempo é que começa a consumir as células vivas, entrando em estado de inanição.
O jejum ajuda o corpo a purificar-se.

• PARA SAÚDE E CURA – Isaías 58.8; 3 João 2

A promessa de cura está incluída no jejum escolhido por Deus.

COMO COMEÇAR?

* Não comece jejuando logo quarenta dias!!
* Jejue até o almoço.
* Depois passe do almoço até a janta.
* Depois até a hora de dormir ou até o outro dia pela manhã.Sentirá fome, é claro, mas isto é o jejum. Quando suprimir isto, poderá jejuar por três, cinco e sete dias.
* Quanto mais longo for o jejum, mais convicção a pessoa precisa ter que é vontade de Deus que faça assim.
* Não é bom alimentar-se muito no dia anterior ao jejum.
* É bom deixar o café e o chá alguns dias antes para não dar problema de dores de cabeça, tentações...
* E prepare-se para o jejum ser um tempo de luta contra os poderes das trevas.

COMO TERMINAR O JEJUM?

* Comendo coisas leves.

* Se um jejum for prolongado, não se deve interromper com comidas fortes.

TRÊS TIPOS DE JEJUM

* Jejum parcial – Daniel 10.3

Uma restrição na dieta e não uma abstenção completa. Este tipo de jejum pode servir de primeiro passo para as pessoas de compleição física fraca e para as que nunca jejuaram. A pessoa se abstém de certas refeições diárias e de certos alimentos.

* Jejum absoluto – Atos 9.9

Neste tipo de jejum a pessoa se abstém de comida e bebida. Não dura mais que três dias, pois ficar sem beber água durante muito tempo pode causar danos ao organismo.

* Jejum sobrenatural – Deuteronômio 9.9; Êxodo 34.18; 1 Reis 19.8; Mateus 4.2.

Moisés e Elias fizeram jejum sobrenatural e tiveram um fim também sobrenatural.

Deve-se ter certeza da vontade de Deus ao se fazer um jejum prolongado.
O jejum é para Deus somente, que nos vê em secreto. A motivação dele nunca será para nossas ambições pessoais mas para a glória do Senhor! Isaías 58 fala que o jejum agradável é aquele que Deus escolheu.

O jejum, como a oração, deve ter sua origem em Deus para que tenha efeito. Que o Senhor nos abençoe quando jejuarmos!

VIDA REMENDADA OU VIDA TRANSFORMADA?


"Ninguém deita remendo de pano novo em roupa velha; doutra sorte o mesmo remendo novo rompe o velho, e a rotura fica maior. E ninguém deita vinho novo em odres velhos; doutra sorte, o vinho novo rompe os odres e entorna-se o vinho, e os odres estragam-se; o vinho novo deve ser deitado em odres novos." (Marcos 2:21-22)




















O comentário de Jesus sobre o remendo de pano novo em roupa velha, fez-me lembrar de um fato em minha infância, minha mãe era costureira e sempre dizia que era melhor fazer uma roupa nova que colocar remendo em uma roupa velha. No entanto, ainda hoje, muitas pessoas estão tentando remendar suas vidas, de tempos em tempos, passando vergonha, sendo motivo de chacota e, como disse nosso mestre, é tanto remendo que se usam que é inevitável que aumente ainda mais a ruptura. 

O texto que lemos, Jesus queria dizer aos judeus que o cristianismo não era um judaísmo remendado. O que Cristo propunha era o abandono do velho, ou seja, da lei, para que aqueles homens vivessem o novo, isto é, a graça. Muitos outros textos nos ensinam a mesma coisa. O livro de Gálatas, por exemplo, é uma admoestação de Paulo sobre a necessidade de andarmos na graça e não mediante a lei. A Bíblia diz que “fim da lei é Cristo para justiça de todo aquele que crê” (Romanos 10:4). Em Atos dos Apóstolos, Tiago diz aos crentes de Antioquia, Síria e Cilícia, que estes não estavam presos aos rudimentos da lei.

Esta palavra continua atual, pois muitos querem adaptar o evangelho de Jesus, (remendo novo), em suas velhas vidas (vestes velhas). Por isso, consideremos 2 pontos que refutamos importantes sobre o comentário de Cristo:

1) REMENDO DE PANO NOVO NÃO PERMANECE EM VESTES VELHAS POR MUITO TEMPO.

Não podemos viver com vestes do pecado e das concupiscências do mundo e, aos “domingos” irmos à igreja para remendarmos nossas vestes com um pouco de santidade do remendo novo do evangelho de Jesus Cristo. Muitos visitam a igreja uma vez por semana, cantam um hino de louvor ao Senhor, ouvem o sermão e pronto. Já estão remendados, passam a semana toda sem orar, sem ler a Bíblia, sem fazer o bem ao próximo, sem honrar a palavra de Deus, dão mal testemunho de vida e esperam até a próxima semana para chegarem rasgados na igreja e receberem novamente o remendo novo em vestes velhas. Muitos estão assim, participam, são membros de uma igreja, porém, não negaram sua velha veste. Continua roubando, enganando os outros, mentindo, fofocando, proferindo palavras torpes, adulterando, invejando o próximo, etc. “Que união há entre a luz e as trevas?” Disse o Apóstolo Paulo. Tais pessoas, ao longo do tempo, não suportarão esse remendo e será nítida a ruptura, e o pior, aumentará cada vez mais.

A Bíblia nos conta a história do cego Bartimeu. Ao perceber que Jesus passava pelo caminho, começou a clamar, a gritar: “Jesus filho de Davi, tenha misericórdia de mim!” Jesus o ouve e pede para que o tragam até a sua presença. Quando Bartimeu saiu ao encontro de Cristo, deixou sua veste, sua capa velha ao chão e foi com fé e alegria até a presença daquele que poderia lhe dar vestes novas.

Cristo não quer nos dar apenas um momento de felicidade, um remendo temporário. Ele pode e quer nos oferecer uma vida inteira de bênçãos e, muito mais, a vida eterna nos céus.

"E ele, lançando de si a sua capa, levantou-se, e foi ter com Jesus." (Marcos 10:50) é isso mesmo que Jesus espera de nós. Lancemos nossa velha vida, não aceitemos o remendo e sim o renovo, a transformação que Deus tem para nós.


2) VINHO NOVO DEVE SER DEITADO EM ODRES NOVOS, NÃO EM VELHOS.

Odres são vasilhas de couro. Jesus disse que odres velhos rompem com vinho novo. Se a vida do homem for um odre velho, será necessário mudanças para entrar o novo. Tudo o que for do velho homem, suas manias, astúcias, costumes que não agradam a Deus devem ser transformados.

"Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo." (II Corintios 5:17)

Sigamos o conselho de Paulo: “Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; E vos renoveis no espírito da vossa mente; E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade.”(Efésios 4:22-24)

Será possível não ser apenas remendado e sim, transformado? Sim, porque a obra de transformação é do Espírito Santo. Jesus disse a Nicodemos que seria necessário nascer de novo. Nascer da água e do espírito. Como fazer isso? Atentamo-nos às palavras de Paulo:

"Por isso deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros. Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira. Não deis lugar ao diabo. Aquele que furtava, não furte mais; antes trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o que tiver necessidade. Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem. E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o dia da redenção. Toda a amargura, e ira, e cólera, e gritaria, e blasfêmia e toda a malícia sejam tiradas dentre vós, Antes sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo." (Efésios 4:25-32)

Que, através desta mensagem, o Espírito Santo possa ter liberdade em nossas vidas não para nos remendar, pois isso seria por um tempo apenas, mas sim, para nos transformar e nos fazer novas criaturas.

Pense nisso, Deus abençoe você!

A MÚSICA QUE EDIFICA

Pesquisar este blog