quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Orientação pastoral sobre o Hallowen



Hebreus 7.24-27). Uma festa em que a bruxaria é honrada, não está em acordo com a vontade de Deus. Como pastores, orientamos a não participação desta prática, bem como qualquer envolvimento na mesma. O apóstolo Paulo ao ver que o povo de Coríntios se envolvia com as práticas pagãs da época disse: “Não podeis beber o cálice do Senhor e o cálice dos demônios; não podeis ser participantes da mesa do Senhor e da mesa dos demônios” (1CO 10:21). Paulo está descartando a participação do povo nas festas da cultura corintiana que não revelavam a paz e graça de Deus em Jesus. Paulo certamente sabia, assim como sabemos, que não se pode dividir a honra, crer em Jesus como Senhor e se envolver nas brincadeiras que fazem parte do parque de diversão do maligno. O Senhor Jesus nos chamou a atenção sobre servir a dois senhores (Mt. 6.24). Faça uma reflexão sobre o significado desta festa e tire suas conclusões. Talvez na sua concepção a festa seja ingênua, sem apontamentos espirituais, somente “doces ou travessuras”, (expressão usada pelas crianças ao pedir doces nas casas em dia de Hallowem). A Palavra de Deus é muito clara no que diz respeito a nem mesmo imitar o mal, isso é algo que não agrada a Deus. (III Jo. 11). Você é uma pessoa abençoada pelo Senhor. A Palavra diz que o inimigo de nossas almas veio para matar, roubar e destruir, (Jo. 10.10). Não seja ingênuo; o inimigo tem procurado formas de ser honrado, por isso se rebelou contra Deus. Ele durante toda a sua existência busca transferir a glória que é de Deus para ele. O inimigo busca nos enganar de forma astuta e muito sutil. Contudo, deixamos isso para sua decisão, afinal, na sociedade atual é licito, mas, nem tudo que é licito, convém... (1 Co. 10.23) Muitas atividades atuais não convêm, principalmente aos que entregaram suas vidas a Jesus como Senhor e Salvador.

Ministério Pastoral
IGREJA METODISTA SAP

sábado, 16 de outubro de 2010

O QUE A BÍBLIA DIZ SOBRE ''HALLOWEEN''

abobora.jpg
A tentativa de fazer com que o dia 31 de Outubro entre para o nosso calendário como “Dia das Bruxas” está, infelizmente, caminhando a passos largos.
 Ano após ano, escolas, clubes e outros grupos aproveitam a data para comemorar” o Halloween utilizando-se de fantasias de bruxas, fantasmas e duendes, com abóboras e mamões transformados em caveiras...
Neste contexto, de um modo geral, surgem duas visões divergentes a este respeito: de um lado, há os que pregam veementemente contra esta comemoração,  acusando-a de ser uma festa satânica, e de outro há os que acreditam se tratar de uma celebração inocente, sem nenhum mal. Como cristãos, acreditamos que nossa referência é a Palavra de Deus. Portanto, neste estudo vamos procurar estabelecer alguns princípios bíblicos para a viabilidade ou não das festas de Halloween.
Um pouco de História: A comemoração do Halloween teve início na Irlanda, há mais de 3 mil anos, no chamado Samhain - festival da colheita dos celtas. 
Os Druidas (magos celtas) acreditavam que nessa noite a janela que separava o mundo dos vivos do mundo dos mortos desaparecia, e as almas dos mortos regressavam numa visita aos lares terrenos. Para manter esses espíritos contentes e afastar os maus espíritos de seus lares os celtas deixavam comida e doces na parte de fora de suas casas, e realizavam rituais com sacrifícios humanos.
Significado espiritual: Em nossos dias, tanto no calendário pagão (movimento neo-pagão), como na bruxaria e no satanismo (adeptos da Igreja Mundial de Satanás), o Halloween é a data mais importante do ano. Rituais para invocação de espíritos, comunicação com os mortos, adivinhações, e até mesmo a adoração e evocação do próprio Satanás são realizados de maneira pródiga neste dia.
Conseqüências: Embora muitos defendam o Halloween como uma festa folclórica da cultura norte-americana, e o comércio incentive a comemoração  visando tirar proveito dela, não podemos fechar os olhos para as nefastas conseqüências que esta “comemoração” traz para as pessoas e para a nossa nação. Vamos enumerar algumas:
1) Todos os valores enaltecidos nas festas de Halloween são contrários à boa, agradável e perfeita vontade de Deus para as nossas vidas:
· Morte è “Todos os que me aborrecem amam a morte.” (Provérbios 8:36)
· Bruxaria e Feitiçaria è “Não permitam que se ache alguém entre vocês que queime em sacrifício o seu filho ou a sua filha; que pratique adivinhação, 
ou se dedique à magia, ou faça presságios, ou pratique feitiçaria...” (Deuteronômio 18:10)
· Comunicação com os mortos è “Não permitam que se ache alguém entre vocês que faça encantamentos; que seja médium, consulte os espíritos ou consulte os mortos.
 O Senhor tem repugnância por quem pratica essas coisas” (Deuteronômio 18:11-12)
· Ocultismo è “E não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas, mas antes condenai-as. Porque o que eles fazem em oculto até dizê-lo é torpe.” (Efésios 5:11-12)
2) Embora muitos participem de tais comemorações de maneira inocente e lúdica, sem o objetivo de adorar a Satanás, indiretamente estarão fazendo isso. 
Observe as palavras do próprio Jesus Cristo: “Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro” (Mateus 6:24);
 "Quem não é por mim é contra mim." (Mateus 12:30).
3) A popularização de figuras como bruxas, feiticeiros, duendes, caveiras e espíritos malignos presentes no Halloween, faz com que, a médio e longo prazo, crianças e adultos, não só aceitem tais figuras e valores, mas as amem! É uma espécie de condicionamento através do qual, as pessoas passam a amar e a admirar os valores satânicos, tão abomináveis diante de Deus. "Aquilo que uma geração tolera, a próxima adota como estilo de vida normal". O contato constante com estes valores afeta nossa sensibilidade de tal maneira que, o que antes parecia feio e errado, nos pareça normal e aceitável. Assim, ao sermos coniventes com esta “festa”, estaremos condenando as próximas gerações  a aceitarem como corretos e aprazíveis os componentes do Reino das Trevas: “Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem das trevas luz, e da luz trevas; e fazem do amargo doce, e do doce amargo!” Isaías 5:20.


CONCLUSÃO:
Embora nem todos tenham consciência disso, uma tremenda guerra espiritual está ocorrendo bem acima de nossas cabeças, e o Halloween é uma das estratégias do Diabo e suas Hostes espirituais para tentar enaltecer e popularizar as obras das trevas. Cabe a cada um de nós demonstrar verdadeiro repúdio a esta maldita celebração importada dos EUA. Como disse Eddy Andrade Pinos, diretor regional da Cultura no Equador há alguns anos atrás: 
"Nada temos que fazer com bruxas nem abóboras, tampouco enganar as crianças com contos de bruxas"... 
Também nenhuma escola pode obrigar seus alunos a participarem destas festas, uma vez que ultrapassam o campo cultural e acadêmico, e violam princípios cristãos. 
Por isso, por amor a Jesus, não tomem parte destas coisas! “Porque outrora vocês eram trevas, mas agora são luz no Senhor; vivam como filhos da luz e 
aprendam a discernir o que é agradável ao Senhor” (Efesios 5:8, 10)


Márcia Rezende
Bacharel em Educação Religiosa e
Ministra de Educação Cristã na 3a.Igreja Batista de Marília



http://letrasdepoder.nireblog.com/post/2007/10/15/o-que-a-biblia-diz-sobre-halloween

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

MISSÃO PARAGUAI

Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia:  A quem enviarei, e quem há de ir por Nós?


Então disse eu: Eis-me aqui,envia-me a mim (Isaías 6.8)


terça-feira, 12 de outubro de 2010

Vitamina B!

“Foge, outrossim, das paixões da mocidade. Segue a justiça, a fé, o amor e a paz com os que, de coração puro, invocam o Senhor.” 2 Timóteo 2:22
Por quê FUGIR do pecado e RESISTIR ao diabo?
Porque nossa carne É PECADO (tentações, impureza e seus afins), somos feito de carne, nossa natureza humana quer pecar, e a estratégia que Deus nos da é AGIR RAPIDO. É como brincar com fogo, você não ficara ileso por tanto tempo, Deus conhece nossos limites.
“Vigiem e orem para que não sejam tentados. É fácil querer resistir à tentação; o difícil mesmo é conseguir.” Mateus 26:41
“Eu não entendo o que faço, pois não faço o que gostaria de fazer. Pelo contrário, faço justamente aquilo que odeio.” Romanos 7:15
A intenção a gente tem, mas qndo os desejos da carne tomam um espaço grande (e isso acontece em pouquíssimo tempo) nossa intenção inicial já não prevalece.  Por isso Deus adverte: FUJA. Não dê tempo, não tente resistir, FUJA.
“Jesus continuou: – Vocês são daqui debaixo, e eu sou lá de cima. Vocês são deste mundo, mas eu não sou deste mundo.” João 8:23
Jesus disse essas palavras depois da famosa cena em que NINGUÉM apedrejou a mulher que foi pega em pecado… Ele aproveitou a deixa para ministrar a eles a respeito de como a natureza dEle (santidade) e dos discípulos (de atitudes puramente humanas e carnais) eram contrastantes. Apesar da proximidade deles, Jesus deixou clara a diferença, com uma exortação forte.
“Jesus disse a eles: – Se Deus fosse, de fato, o Pai de vocês, então vocês me amariam, pois eu vim de Deus e agora estou aqui. Eu não vim por minha própria conta, mas foi Deus que me enviou.  Por que é que vocês não entendem o que eu digo? É porque não querem ouvir a minha mensagem.  Vocês são filhos do Diabo e querem fazer o que o pai de vocês quer. Desde a criação do mundo ele foi assassino e nunca esteve do lado da verdade porque nele não existe verdade. Quando o Diabo mente, está apenas fazendo o que é o seu costume, pois é mentiroso e é o pai de todas as mentiras. Mas, porque eu digo a verdade, vocês não crêem em mim. Qual de vocês pode provar que eu tenho algum pecado? Se digo a verdade, por que não crêem em mim?” João 8:42-46
Sabe do que Jesus ta falando? Que nós, às vezes, mesmo ouvindo a palavra de Deus, e tudo que Ele nos fala particularmente, de várias formas, preferimos acreditar nas mentiras do diabo, pelo simples fato de ser mais confortável pro nosso ego. Achei interessante que nesse capitulo, antes dessa exortação, são encontradas várias vezes a palavra PAI se referindo a DEUS (e não ao diabo), nos afirmando que nossa identidade vem de Deus e pra Ele devemos viver. Mas nem sempre vivemos de acordo com esse propósito. Existem verdades de Deus fáceis de aceitar e as duras, aquelas que fingimos não ouvir, pra não ter nosso “eu” confrontado. No caso acima, a verdade fácil de aceitar, pra eles, era o fato de serem FILHOS DE DEUS. Mas eles tinham acabado de agir  como filhos do diabo, querendo condenar uma pecadora, sendo TODOS eles pecadores já perdoados por Deus. O que recebiam de graça, não sabiam passar adiante, graça, perdão.
“Vocês julgam de modo puramente humano; mas eu não julgo ninguém.” João 8:15
As vezes preferimos acreditar de que o pecado não nos fará mal, porque já estamos tão acostumados e viciados nele, que já se tocou um pecado de “estimação”.
“Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar;” 1 Pedro 5:8
“Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós” Tiago 4:7
E porque podemos RESISTIR ao diabo, porque não FUGIR dEle?
O inimigo é astuto e age pelas brechas que encontra em nossa vida, age também pelo engano, pela mentira, pela acusação… (João 10:10)
Mas a palavra nos diz que é ELE quem vai fugir de nos, não pela nossa força mas porque a própria palavra de Deus nos assegura que o que temos é maior do que ele, e Deus nos dá autoridade para isso.
“Meus filhinhos, vocês são de Deus e têm derrotado os falsos profetas. Porque o Espírito que está em vocês é mais forte do que o espírito que está naqueles que pertencem ao mundo.” 1 João 4:4
Todo crente nascido de novo já possui o Espírito Santo habitando dentro de si. Após a ressurreição, Jesus veio aos seus discípulos, soprou sobre eles e disse que aquele sopro era o Espírito Santo. (João 20:21,22)
Apesar de terem recebido o Espírito Santo, eles ainda estavam sem poder, pois não haviam sido revestidos com o uniforme espiritual. Por isso, o Senhor ordenou-lhes que esperassem em Jerusalém até que, do alto, fossem revestidos de poder (Atos 1:8) Esse mesmo poder deve estar sobre nós, revestindo-nos como um uniforme, uma armdura. Não basta você ser filho de Deus e receber a autoridade delegada pelo Senhor Jesus. Você precisa ser revestido com poder, para que o inimigo o respeite. É um revestimento invisível aos olhos naturais, mas visível no mundo espiritual. Todas as potestades têm conhecimento dele. Por isso, grande é o temor que vem sobre as hostes do diabo, pois sabem que o poder de Deus em nós pode destruir as obras deles.
“Escutem! Eu dei a vocês poder para pisar cobras e escorpiões e para, sem sofrer nenhum mal, vencer a força do inimigo.” Lucas 10:19
Ouça-me: o diabo não desiste facilmente. Por isso mesmo, devemos contra atacá-lo com a mesma arma que Jesus usou: “a Palavra de Deus”, Bíblia meu querido, vitamina B!
VITAMINA B Vitamina B!
Hehe. Jesus sabia o poder da Palavra falada, tanto para atacar quanto pra se defender. Observe bem a atitude de Jesus diante da persistência do inimigo. Ele não disse: “Meu, parece que isso não funciona. Eu confesso a Palavra, o diabo vai embora um pouco, mas depois volta e fica me cutucando de novo! Preciso buscar uma outra estratégia.” Jesus não desistiu, porque o diabo insistiu com as tentações. Nem voltou ao deserto para jejuar novamente, julgando que talvez não estivesse em condições espirituais para enfrentar o diabo. Jesus permaneceu firme, apenas confessando a Palavra. O inimigo só usando de enganos, distorcendo a palavra e Jesus sabiamente respondia com a verdade “Está escrito” (Mateus 4)
“Os nossos irmãos o derrotaram por meio do sangue do Cordeiro e da mensagem que anunciaram. Eles estavam prontos para dar a sua vida e morrer.” Apocalipse 12:11
Você não pode derrotar o diabo com a sua própria força – você precisa da Palavra de Deus. Lembre-se que a Palavra de Deus é a verdade. A verdade não é o que você vê, nem o que você sente – a verdade é o que a Palavra de Deus diz. Temos o Espírito da Verdade, o que o mundo não tem. (João 14:16-17) Ainda que você não veja nem sinta nada, ainda assim confesse a Palavra de todo o seu coração. A confissão gera fé em você e, esta, por sua vez, produzirá a realidade daquilo que a Palavra de Deus diz.

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Uma igreja comprometida com missões





Cristo morreu para comprar com seu sangue os que procedem de toda tribo, povo, língua e nação. Depois que ressuscitou dentre os mortos comissionou sua igreja a fazer discípulos de todas as nações. O campo é o mundo. A mensagem é o evangelho da graça. Os mensageiros são todos aqueles que foram lavados no sangue do Cordeiro. Os recursos para fazer esta obra são aqueles que estão em nossas mãos. Todos os recursos de Deus para o avanço de sua obra estão em nossas mãos. Somos seus mordomos! Destacamos algumas verdades importantes sobre o papel desta igreja como agência do Reino de Deus na proclamação do evangelho nesta cidade, neste país e até aos confins da terra.

1. Fazer missões é uma obra que exige urgência - O trabalho missionário não pode esperar. A seara é grande, os trabalhadores são poucos e o tempo urge. Não há esperança para os pecadores fora de Cristo. Não há salvação senão no evangelho da graça. Ninguém pode ser reconciliado com Deus por meio das obras, da religião ou dos sacrifícios. Somente Cristo é o caminho para Deus. Somente ele é a porta do céu. Só ele é o mediador entre Deus e os homens. Qualquer outra mensagem é inútil. Qualquer outro atalho somente conduzirá os homens à desilusão e à perdição eterna. A evangelização dos povos é uma tarefa impostergável. Deve ser a prioridade absoluta da nossa agenda. É tempo de sermos luz para as nações. É tempo de investirmos o melhor dos recursos que Deus nos tem dado na obra missionária.

2. Fazer missões é uma obra que exige envolvimento de todos - O privilégio de fazer missões não é apenas para aqueles que têm o chamado de sair de sua cultura e ir além fronteiras. Todos nós podemos orar por missões. Todos nós devemos contribuir com missões. Todos nós precisamos fazer missões. Toda a igreja deve estar engajada nesse projeto de conseqüências eternas. A obra missionária não deve ser apenas um apêndice na agenda da igreja, mas uma frente de ação em que todos os crentes estejam envolvidos. A evangelização não é um programa, mas um estilo de vida. Fazemos missões na dinâmica da vida, em nosso lar, em nossa escola, em nosso trabalho e até mesmo em nosso lazer. Fazemos missões quando oramos pelos missionários e quando contribuímos para a sua manutenção no campo. Tanto os que descem ao poço como os que seguram as cordas estão igualmente comprometidos com esta tarefa de conseqüências eternas.

3. Fazer missões é uma obra que exige os melhores investimentos - Não podemos cumprir a agenda estabelecida por Cristo de ir por todo o mundo e fazer discípulos de todas as nações sem fazer investimentos financeiros na obra. Somente uma igreja fiel na mordomia dos bens pode ser missionária. Somente uma igreja generosa no ofertar pode ser luz para as nações. O melhor e mais duradouro investimento que fazemos é na salvação de vidas. A Bíblia diz que quem ganha almas é sábio. O dinheiro que investimos em missões é uma semente que se multiplica e produz frutos para a vida eterna. Mas, não é suficiente apenas investimentos de recursos financeiros; precisamos também de investimento de vida. Deus chama uns para ir; outros para ficar. Uns devem estar numa ponta da corda, descendo aos lugares sombrios para resgatar as ovelhas errantes; outros devem estar na outra extremidade da corda para sustentar aqueles que descem com a provisão necessária. Missões não é trabalho de um missionário visionário e aventureiro que deixa sua terra, sua cultura e embrenha-se no meio de tribos e povos ignotos para levar-lhes a luz do evangelho. Missões é um trabalho planejado, onde a igreja toda se dispõe a fazer seus melhores investimentos para que mais pessoas sejam alcançadas e salvas pelo evangelho de Cristo. Esta igreja tem o privilégio de ser uma agência do Reino de Deus nesta cidade, neste Estado, neste País e, também, no mundo inteiro. Cumpramos nossa missão enquanto é tempo!

Rev. Hernandes Dias Lopes

sábado, 2 de outubro de 2010

O QUE ESTÁ ACONTECENDO COM AS FAMÍLIAS??????

O que está acontecendo com a família hoje?
"Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis,
pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos,
arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos,
irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores,
sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores,
atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres
que amigos de Deus, tendo forma de piedade, negando-lhe,
entretanto, o poder. Foge também destes" 2 Timóteo 3:1-5

Qual é o segredo de uma família feliz?
“O SENHOR, o Santo Deus de Israel, o seu Salvador, diz ao seu povo: “
Eu sou o SENHOR, seu Deus. Eu os ensino para o seu próprio bem e os guio no caminho  que devem seguir. Ah! Se vocês tivessem obedecido aos meus mandamentos! A sua prosperidade iria aumentando como se fosse uma enchente, e as suas vitórias teriam sido constantes, tão constantes como as ondas do mar.”Isaías 48:17-18

Banho de Balde!

Banho de Balde!

Aprendi esse termo ontem com uma mãe.


Esse banho tem o objetivo de relaxar o bebê e recriar o ambiente do útero. É especialmente útil quando o bebê está agitado ou com cólica. 

Estou aqui pensando em comprar um balde gigante para mim, mas enquanto não dá, como fiz para uma amiga minha hoje, vou enviar para todos os que precisem um banho de balde bíblico. Textos que me dão a certeza de que a qualquer hora posso descansar nos braços de um Deus que me ama e cuida de mim. 

Se você tiver uma banheira, imprima esses texto , vá para lá e leia calmamente...

Bom banho!
Salmos 131.1 e 2 
Senhor, o meu coração não é orgulhoso e os meus olhos não são arrogantes. Não me envolvo com coisas grandiosas nem maravilhosas demais para mim.
De fato, acalmei e tranqüilizei a minha alma. Sou como uma criança recém-amamentada por sua mãe; a minha alma é como essa criança.

Isaías 64.4 - Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu Deus além de ti, que trabalha para aquele que nele espera.

Isaías 46.4 - Até à vossa velhice, eu serei o mesmo e, ainda até às cãs[cabelos brancos], eu vos carregarei; já o tenho feito; levar-vos-ei, pois, carregar-vos-ei e vos salvarei.

Isaías 58.11 - O SENHOR te guiará continuamente, fartará a tua alma até em lugares áridos e fortificará os teus ossos; serás como um jardim regado e como um manancial cujas águas jamais faltam.

Isaías 43.1 e 2 - Mas agora, assim diz o SENHOR, que te criou, ...e que te formou: Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu.Quando passares pelas águas, eu serei contigo; quando, pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti.

Isaías 48.17 - Assim diz o SENHOR, o teu Redentor, o Santo de Israel: Eu sou o SENHOR, o teu Deus, que te ensina o que é útil e te guia pelo caminho em que deves andar.

2 Crônicas 9.16a - Porque, quanto ao SENHOR, seus olhos passam por toda a terra, para mostrar-se forte para com aqueles cujo coração é totalmente dele.

Salmo 68.19 - Bendito seja o Senhor que, dia a dia, leva o nosso fardo! Deus é a nossa salvação.

Salmo 10.14 - Tu, [Senhor]...,atentas aos trabalhos e à dor, para que os possas tomar em tuas mãos. A ti se entrega o desamparado; tu tens sido o defensor do órfão.

Jeremias 33.3 - Invoca-me, e te responderei; anunciar-te-ei coisas grandes e ocultas, que não sabes.

Romanos 15.13 - E o Deus da esperança vos encha de todo o gozo e paz no vosso crer, para que sejais ricos de esperança no poder do Espírito Santo.

Sofonias 3.17 - O SENHOR, teu Deus, está no meio de ti, poderoso para salvar-te; ele se deleitará em ti com alegria; renovar-te-á no seu amor, regozijar-se-á em ti com júbilo.

Salmo 131 - SENHOR, não é soberbo o meu coração, nem altivo o meu olhar; não ando à procura de grandes coisas, nem de coisas maravilhosas demais para mim.
Pelo contrário, fiz calar e sossegar a minha alma; como a criança desmamada se aquieta nos braços de sua mãe, como essa criança é a minha alma para comigo.
Espera, ó Israel, no SENHOR, desde agora e para sempre.

1 Pedro 5.7 - lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.

Mateus 10.29-31 - Não se vendem dois pardais por um asse? E nenhum deles cairá em terra sem o consentimento de vosso Pai.
E, quanto a vós outros, até os cabelos todos da cabeça estão contados.
Não temais, pois! Bem mais valeis vós do que muitos pardais.

Salmo 37.4 - Agrada-te do SENHOR, e ele satisfará os desejos do teu coração.

(Esse Salmo a seguir é muito conhecido, mas leia devagar, pese cada palavra como Palavra de Deus para você)
Salmo 23 - O SENHOR é o meu pastor: nada me faltará.
Ele me faz descansar em pastos verdes e me leva a águas tranqüilas.
O SENHOR renova as minhas forças e me guia por caminhos certos, como ele mesmo prometeu.
Ainda que eu ande por um vale escuro como a morte, não terei medo de nada. Pois tu, ó SENHOR Deus, estás comigo; tu me proteges e me diriges.
Preparas um banquete para mim, onde os meus inimigos me podem ver. Tu me recebes como convidado de honra e enches o meu copo até derramar.
Certamente a tua bondade e o teu amor ficarão comigo enquanto eu viver. E na tua casa, ó SENHOR, morarei todos os dias da minha vida.

Isaías 41.10,13 e 14 - não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel.
Porque eu, o SENHOR, teu Deus, te tomo pela tua mão direita e te digo: Não temas, que eu te ajudo.
Não temas, ó vermezinho de Jacó, povozinho de Israel; eu te ajudo, diz o SENHOR, e o teu Redentor é o Santo de Israel.

Mateus 11.28-30 - Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e meu fardo é leve."

A MÚSICA QUE EDIFICA

Pesquisar este blog