terça-feira, 31 de agosto de 2010

SERVIR A DEUS....


Será que sabemos fazer isso corretamente? De que maneiras podemos servir-Lo? Simplesmente O louvando, participando de culto e pregando a sua Palavra?

Não, isso é nossa obrigação como igreja e seria muito fácil e simples não acham?


"Porque Jesus não veio para ser servido, mas para dar a Sua vida em resgate de muitos" (Marcos 10:45)


Me pergunto, será que Jesus escolhia a hora, o momento ou quem Ele iria servir?


Olha Pedro hoje você vai orar com aquele homem, porque eu já orei ontem com aquela mulher, lembra? Ou então, diria assim: Olha você espera ai para receber a sua benção tá, porque meu trabalho no reino é cuidar das crianças então você precisa procurar as pessoas que intercedem e oram com os adultos.


Não meus amados, não foi para isso que Jesus veio...Ele veio para servir você e a mim, Ele veio para dar a própria vida por nós.


O quanto Ele sofreu por nós, para que nossas vidas fossem salvas.


Ontem eu tive uma experiência, e agradeço a Deus primeiramente e a meu Pastor Alberto, por confiarem a mim e me ensinarem o que é o servir a Deus de verdade.


Eu nunca tinha perguntado a alguém, e muito menos em  num leito de hospital se queria aceitar Jesus, mas uma pessoa mais que amiga minha esta com o cunhado internado e com um grave problema de saúde, e eu falei a ela que precisava perguntar se ele queria aceitar Jesus.


Ela fez a parte dela perguntou e ele na hora disse sim quero. Daí eu achei que isso não era comigo, estou chegando agora, não tenho nenhum ministério ainda, então fui procurar pessoas mais experientes, diáconos, porque eu achava que isso era com eles.


Mas para minha surpresa me mandaram procurar outras pessoas, e a igreja, daí fui procurar o meu amado Pastor, você pode me perguntar porque não foi direto a ele?


Eu não fiz isso, porque até então eu pensava que os ministérios e outras pessoas mais experientes, eram para não sobrecarregar o Pastor, a Igreja é uma unidade e precisamos nos ajudar, isso também é servir, mas voltando a experiência, liguei para o Pastor e prontamente e com muito amor ele me instruiu como eu deveria fazer. Naquele momento Deus falou comigo: Vá você ta esperando o que, você me disse eis-me aqui, me usa Senhor como quiseres, então esse é o servir, não tem hora, nem dia, nem local. Confesso que foi uma experiência maravilhosa.


Onde eu quero chegar com isso?


Servimos a Deus, quando servimos ao nosso próximo com amor.


“O Senhor, numa visão, disse:
-  “Ananias!”
-  “Eis-me aqui, Senhor’, respondeu ele” (At 9, 10b) .


Precisamos entender que quando cantamos ou oramos: Eis –me aqui Senhor, é para que o Senhor nos use em qualquer ocasião, seja para limpar um banheiro, lavar panelas, levar pessoas a aceitar Jesus, e não somente ter um cargo na igreja, as igreja precisam sim de lideres de ministérios, se não com certeza iria virar bagunça, isso é organização, mas não impede que você faça outras coisas.


Porque sou do ministério de musica não posso lavar banheiro? Se precisar vou lavar banheiro sim senhor. Isso para mim é o verdadeiro servir a Deus.


A Rose na EBD de domingo falou sobre isso, precisamos deixar de ser príncipes e princesas e começar a servir.


Poucas horas antes de sua morte, Jesus se reuniu com os apóstolos para participar da Páscoa. Ele sabia que estaria deixando estes companheiros para cumprir a sua missão na cruz e, logo depois, voltar ao Pai. Com certeza, ele queria aproveitar ao máximo estas últimas horas. Depois de anos de trabalho com estes homens, que tipo de mensagem ele destacaria?


Os apóstolos se reclinaram à mesa para participar da ceia quando Jesus se levantou, pegou água e uma toalha, e começou a lavar os pés deles (leia o relato em João 13). Com tantas coisas importantes que poderia falar, Jesus tomou tempo para lavar os pés dos discípulos? Por quê?


A humildade para servir.


''Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo. Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros. De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus'' - Filipenses 2:3-5.


Depois de lavar os pés dos discípulos, Jesus disse: "Ora, se eu, sendo o Senhor e o Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns dos outros. Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também. Em verdade, em verdade vos digo que o servo não é maior do que seu senhor, nem o enviado, maior do que aquele que o enviou" (João 13:14-16). Jesus se esvaziou, deixando a glória do céu, para servir aos homens (Filipenses 2:5-8). Ele mostrou que nós devemos nos humilhar para servir aos outros. Como ele lavou os pés, nós devemos procurar oportunidades para humildemente servir uns aos outros em amor.


NANCY

domingo, 29 de agosto de 2010

TROQUEMOS A MURMURAÇÃO, POR AÇÃO DE GRAÇAS.



Filipenses  2:
12 Assim, meus queridos amigos, vocês me obedeceram quando eu estava aí.
Porém, agora é muito mais necessário que me obedeçam, enquanto eu estiver ausente. Continuem trabalhando com respeito e temor a Deus para completarem a salvação de vocês.
13 Porque Deus está agindo sempre em vocês para que obedeçam à vontade dele, tanto no pensamento como nas ações.
14 Façam tudo sem queixas ou discussões
15 para que não tenham nenhuma falha ou mancha.  Sejam filhos de Deus, sem culpas, vivendo num mundo de gente pecadora e perdida. No meio dessa gente vocês devem brilhar como as estrelas no céu

Amados, quantas vezes murmuramos, reclamamos, se está frio, se está calor, se chove ou faz sol, se temos onde ir, ou se não, com nosso corpo, com nosso cabelo...se temos um compromisso na igreja, ou mesmo em casa, ou com amigos, trabalho, enfim até sem motivos, muitas vezes.

Um exemplo bem comum, ensaio de louvor.... daí falamos assim:
- Nossa ensaio hoje??
Pois eu te digo o seguinte, melhor nem ir meus amados, pois seu louvor não vai agradar o coração do Senhor.
 - Nossa hoje tem oração, vou ter que ir??
Melhor você nem ir, pois em vão será sua oração.
- Segunda–feira, tanto trabalho, quanto pepino para resolver, problemas que parecem não acabar.
Já posso até imaginar esse dia como será.

Murmurar significa: queixar-se, lastimar-se, falar mal, apontar falta, fazer mau juízo de alguém ou de alguma coisa.
- O perfil do murmurador é o perfil de uma pessoa sem fé, altamente insegura.
- Uma pessoa cheia de dúvidas vai murmurar em qualquer situação. Uma pessoa cheia de fé vai louvar o Senhor em qualquer situação.

Juntos vamos ver o que Deus acha de tanta reclamação e murmuração, mas isso na palavra de Deus.

A jornada do povo de Israel, do Egito a Canaã, várias vezes foi marcada pela murmuração, prova de rebeldia e incredulidade nacional contra a provisão e os planos de Deus.
Toda a murmuração, no final é contra Deus…

Nm 11:1 “Depois o povo tornou-se queixoso, falando o que era mau aos ouvidos do Senhor; e quando o Senhor o ouviu, acendeu-se a sua ira; o fogo do Senhor irrompeu entre eles, e devorou as extremidades do arraial”.
Nm 14:1-12 Então toda a congregação levantou a voz e gritou; e o povo chorou naquela noite. E todos os filhos de Israel murmuraram contra Moisés e Arão; e toda a congregação lhes disse: Antes tivéssemos morrido na terra do Egito, ou tivéssemos morrido neste deserto! Por que nos traz o Senhor a esta terra para cairmos à espada? Nossas mulheres e nossos pequeninos serão por presa. Não nos seria melhor voltarmos para o Egito? E diziam uns aos outros: Constituamos um por chefe o voltemos para o Egito. Então Moisés e Arão caíram com os rostos por terra perante toda a assembléia da congregação dos filhos de Israel. E Josué, filho de Num, e Calebe, filho de Jefoné, que eram dos que espiaram a terra, rasgaram as suas vestes; e falaram a toda a congregação dos filhos de Israel, dizendo: A terra, pela qual passamos para a espiar, é terra muitíssimo boa. Se o Senhor se agradar de nós, então nos introduzirá nesta terra e no-la dará; terra que mana leite e mel. Tão somente não sejais rebeldes contra o Senhor, e não temais o povo desta terra, porquanto são eles nosso pão. Retirou-se deles a sua defesa, e o Senhor está conosco; não os temais. Mas toda a congregação disse que fossem apedrejados. Nisso a glória do Senhor apareceu na tenda da revelação a todos os filhos de Israel. Disse então o Senhor a Moisés: Até quando me desprezará este povo e até quando não crerá em mim, apesar de todos os sinais que tenho feito no meio dele? Com pestilência o ferirei, e o rejeitarei; e farei de ti uma nação maior e mais forte do que ele.
 
Nm 14:26-30 Depois disse o Senhor a Moisés e Arão: Até quando sofrerei esta má congregação, que murmura contra mim? Tenho ouvido as murmurações dos filhos de Israel, que eles fazem contra mim. Dize-lhes: Pela minha vida, diz o Senhor, certamente conforme o que vos ouvi falar, assim vos hei de fazer: neste deserto cairão os vossos cadáveres; nenhum de todos vós que fostes contados, segundo toda a vossa conta, de vinte anos para cima, que contra mim murmurastes, certamente nenhum de vós entrará na terra a respeito da qual jurei que vos faria habitar nela, salvo Calebe, filho de Jefoné, e Josué, filho de Num.
Por causa da murmuração toda uma geração não entrou na terra prometida… (cf. Sl 106:25,26; 1 Co 10:10).

Murmuração…
- Atrai a ira de Deus…
- Desanima a liderança…
- Paralisa o povo…

TROQUEMOS A MURMURAÇÃO, PELA AÇÃO DE GRAÇAS.

Fp 2:14-16 Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas; para que vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus imaculados no meio de uma geração corrupta e perversa, entre a qual resplandeceis como luminares no mundo, retendo a palavra da vida; para que no dia de Cristo eu tenha motivo de gloriar-me de que não foi em vão que corri nem em vão que trabalhei.

DIANTE DOS OBSTÁCULOS E DOS DESAFIOS, SIGAMOS ADIANTE CONFIANTES NA PROVISÃO E NOS PLANOS DE DEUS.


Nancy (pesquisa em vários sites)

sábado, 28 de agosto de 2010

TE AMO TANTO SENHOR....



Palavras não podem expressar
O que sinto em meu coração
Nem mesmo as notas das canções,
Lhe mostrarão o que há em meu ser.
Pode o sol escurecer e a terra estremecer,
Eu não vou te deixar...
Nada pode apagar o que o tempo escreveu,
Dentro de mim
Te amo tanto Senhor,
Te quero tanto meu Deus...
Eu te amo tanto Senhor
Eu te quero tanto meu Deus...
Não abro mão por nada nesse mundo da tua presença
Nem todo o dinheiro, nem todas as riquezas
Me faria deixar-te
O Senhor tem sido o meu escudo,
Tem sido o meu auxílio,
Tem sido a minha água e o meu alimento,
Tem sido o meu bálsamo,
O Senhor tem sido tudo em minha vida
De que vale todas as riquezas
E todas as fortunas do mundo
Se os teus olhos não estiverem voltados
Para as nossas vidas...

COMO EU TE AMO TANTO JESUS.... 
O QUE ADIANTARIA TOTA RIQUEZA DESSE MUNDO SEM SEU AMOR...
OBRIGADA SENHOR...

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

FELICIDADE CONSTANTE, SOMENTE O SENHOR PODERIA ME DAR

“porque para Deus somos o aroma de Cristo entre os que estão sendo salvos e os que estão perecendo.”

I Co 2:15

Como é maravilhoso estar exalando seu perfume Senhor...
...esse perfume é diferente do que sentimos todos os dias é um perfume agradável e majestoso, é o perfume da essência de Deus.

Eu agradeço ao Senhor pelo bom e agradável perfume que eu e minha família estamos exalando, obrigada Senhor porque pessoas estão podendo sentir esse perfume e estão vindo até mim ansiosos e desejando exalar o mesmo perfume, que nossa vida continue sendo testemunho vivo das maravilhas que só o Senhor pode fazer, obrigada pela chuva de bençãos que tem derramado sobre minha vida, me fortaleça a cada dia para eu continuar na busca pela santidade, e que meu coração permaneça com grande desejo de ser semelhante a Ti.


Senhor quero ter o seu caráter em minha vida, quero continuar testemunhando as grandes maravilhas que o Senhor tem feito em meu lar e em meu trabalho.


Isso é Felicidade.... ter o Seu amor gravado em meu coração. Isso é Felicidade verdadeira e permanente, o seu grande amor Deus.

NANCY

UM HOMEM CHAMADO JABES...



1Cr 4:9-10

9 Houve um homem chamado Jabez, que foi a pessoa mais respeitada da sua família. A sua mãe pôs nele o nome de Jabez porque ela havia sofrido muito durante o parto.
10 Mas Jabez orou assim ao Deus de Israel: Ó Deus, abençoa-me e dá-me muitas terras. Fica comigo e livra-me de qualquer coisa que possa me causar dor.  E Deus atendeu a sua oração.

Havia alguma coisa especial neste homem que foi capaz de levar o historiador a fazer uma pausa, limpar a garganta e mudar a forma.
Parece que ele está dizendo: “Ei, espere um pouco. Você precisa saber algumas coisas sobre este cara chamado Jabes. Ele está muito acima do resto!”.
Jabez nasceu predestinado ao fracasso, em uma época em que o nome tinha grande importância e servia como uma profecia sobre o que viria ser aquela pessoa, podemos dizer que Jabez nasceu com um dos piores nomes. O nome Jabez, numa tradução mais exata significa "Aquele que causa dores".
Não sabemos por que a mãe de Jabez assim o chamou, só sabemos que as dores dessa gestação fizeram que ela o escolhesse. Não se sabe ao certo que tipos de dores foram essas, se foram dores de parto, se foram as dores de gestar um filho sem ter condições para isso, ou se por ter ficado grávida, a mãe de Jabez teve que enfrentar grandes dificuldades. A Bíblia não nos explica isso, tudo que sabemos é que Jabez seria seu nome, mas não o seu destino.
Imagine que seu nome fosse: "Viverei infeliz". Como você encararia a vida tendo um nome desses? O que você acharia que o futuro lhe reservava? A vida de Jabez muito provavelmente foi assim, mas ele tomou uma atitude, naquela oração, em cada palavra proferida, Jabez estava dizendo: Senhor, que meu nome não represente minha vida e meu futuro.
“... Foi Jabez mais ilustre que seus irmãos” (I Cr 4.9).
Jabez foi um homem ilustre, porque mesmo marcado pela dor, lutou diante de Deus em oração para que a dor não o acompanhasse durante sua existência, não se deixou dominar por ela, não deixou que a dor o impedisse de conseguir ver seus sonhos realizados. Jabez foi um homem ilustre, porque mesmo marcado pela dor, quis conquistas para sua vida. Ele foi ilustre porque sabia que somente Deus pode conceder que, na terra, alguém conquiste alguma coisa sem aflições, que alargue suas fronteiras sem guerra, que viva no meio de tanta maldade, livre do mal.

NA SUA ORAÇÃO, JABEZ FEZ TRÊZ PEDIDOS:
1. QUE ME ALARGUES AS FRONTEIRAS, OU AMPLIES MEU TERRITÓRIO
Jabez demonstrou que não está disposto a ficar preso à preconceitos, medos, amarras, limites; ele confiou que, com a bênção de Deus, poderia avançar, sair do seu “mundinho” para ser um desbravador, conquistador, empreendedor, e ir além das fronteiras do seu país, conquistar o mundo!
Jabez foi sábio. Ele não se aventurou a nem se arriscou a tentar dar a grande virada da sua vida sozinho… Ele se lembrou do Deus de Israel, e não hesitou em buscar em Deus, de coração a bênção para a sua vida! (Jer 29;13 buscar-me-eis e me achareis, quando…)

2. QUE SEJA COMIGO A TUA MÃO
Um hino dos antigos hinários evangélicos diz assim: se as águas do mar da vida, quiseres ti afogar, segura nas mãos de Deus e vá…
Jabez buscou a proteção divina para o seu caminhar. A poderosa “Mão de Deus” traz unção, abrigo, proteção, e abre portas… (Esdras 8;22 a boa mão de Deus é sobre todos os que o buscam…, más sua força e sua ira, é sobre todos os que o deixam…)

3. QUE ME LIVRES DO MAL
Não é sábio subestimar os perigos que existem ao redor…, não subestime o inimigo, brincando de ser crente, pois o inimigo não brinca de ser diabo) Ore pedindo livramento de Deus.
O mal existe! O Tentador existe, e vive ao nosso derredor, rugindo como Leão, querendo nos tragar!
E há também infelizmente ate mesmo dentro da igreja, lobos vestidos de ovelhas, desejando o teu mal, infelizmente!
Ao reconhecer o perigo ao redor devemos reconhecer ainda mais o quanto dependemos de Deus para nos proteger e nos guardar.

CONCLUSÃO
Deus concedeu a Jabez  tudo o que ele pediu em oração!
Ele tornou-se PRÍNCIPE entre os seus irmãos (v.38)
Jabez  foi um homem prospero e feliz!
Jabez deu um basta ao sofrimento ! Mandou fora o mal, deu um chute na derrota e não conheceu fracasso! Através da sua fé em Deus, e, a partir de uma oração, Jabez deu uma virada radical na sua vida!

E NOS DEIXOU UMA GRANDE LIÇÃO:
1. Que não devemos aceitar e nos conformar a situações de sofrimento, dor e miséria. Podemos e devemos mudar a nossa sorte, através da fé em Deus, e por meio da oração; ATRAVÉS DE UMA ENTREGA TOTAL, sl 37;5
2. Que devemos reconhecer que necessitamos da bênção de Deus para a nossa vida, e nos dirigir diretamente a Ele, suplicando: “Deus me abençoes”!
3. Que devemos lançar fora todo medo e “amarras”, ter espírito de luta e de conquista, e estar dispostos a ir além, ultrapassar barreiras, romper fronteiras… Podemos e devemos pedir isto a Deus!
4. Que não podemos nos aventurar a dar nenhum só passo sem a direção de Deus. Devemos orar diariamente: “Que seja comigo a Tua mão”!
5. E que devemos ser cautelosos, prudentes, vigilantes, para não cairmos nas astutas ciladas de Satanás. Devemos orar sempre “Que me livres do mal”!
Você pode hoje dar uma virada radical na sua vida também! Faça como Jabez, reconheça hoje a sua necessidade, invoque o “Deus de Israel”, e faça o seu pedido em oração, de forma simples, objetiva, direta. Assim como em poucas palavras, Deus ouviu e atendeu a JABES, Ele também atenderá ao clamor do seu coração.

Retirado de  várias trechos  virtuais sobre a vida de Jabez.





JESUS QUER FAZER UMA ALIANÇA CONOSCO

Aliança envolve obediência, submissão e principalmente fidelidade! Não existe aliança sem fidelidade. E fidelidade é uma das marcas daqueles que tem uma alma curada e caráter firme. (Marcos 14:17-26).


Jesus convida você para fazer uma aliança com Ele hoje.

I – JESUS NOS PROPÕE UMA ALIANÇA DE FIDELIDADE – V.18

No momento em que Jesus reuniu os seus doze para fazer uma aliança, logo foi denunciado aquele que iria traí-Lo. E era um dos seus doze, um discípulo de sua confiança e que mantinha comunhão com Ele (V.20). Dificilmente alguém é traído por quem não confia ou por um estranho.

Jesus espera de cada um dos seus discípulos a fidelidade no cumprimento da aliança com Ele. O propósito da aliança é exatamente firmar laços de fidelidade e confiança. Você só faz aliança com alguém que você confia. Você confia em Jesus? Confia nos seus ensinamentos? Confia que Ele tem o poder de te salvar? Então se você ainda não fez uma aliança com Jesus, faça agora mesmo e entregue a sua vida a Ele!

II – JESUS NOS PROPÕE UMA ALIANÇA DE SUPRIMENTO DAS NECESSIDADES


O texto Bíblico nos revela que aquela aliança estava sendo feita à mesa com pão para todos, com pão abençoado e sabemos que quando Jesus abençoa o pão ele se multiplica. Essa aliança estava sendo feita com muito vinho e “todos beberam”. Pão e vinho em abundância é sinal de suprimento das necessidades, é sinal de prosperidade e de bênção. Portanto, quem entra em aliança com Jesus tem as suas necessidades supridas e prospera em tudo!

Como vai a sua vida financeira? Você tem as suas necessidades supridas? Jesus disse certa vez que “nem só de pão viverá o homem”, isto é, o homem tem tantas outras necessidades. Não existe nenhuma real necessidade humana que Jesus não possa suprir! A principal carência do homem é ter Deus em sua vida, em seu coração. Você deseja fazer essa aliança de vida com Jesus?

III- JESUS NOS PROPÕE UMA ALIANÇA DE VIDA ETERNA

Jesus derramou o seu próprio sangue, o sangue do pacto, da aliança, para que assim Ele pudesse propor uma aliança de vida eterna para todas as pessoas, indistintamente (V.23-24). E muitos serão beneficiados por essa aliança, mas certamente que nem todos, pois só serão beneficiados aqueles que decidirem firmar essa aliança com Jesus, recebendo-O como seu Senhor e Salvador. O propósito principal dessa aliança é a salvação das pessoas que crerem em Jesus e por fim a vida eterna para todos os aliançados com Jesus. O que você está esperando para fazer essa aliança de vida eterna com Jesus? Se você ainda não fez essa aliança, faça agora. Se você já fez essa aliança com Jesus, aproveite a oportunidade para reafirmar a sua aliança.


CONCLUSÃO: Jesus prometeu tomar essa ceia conosco no reino de Deus e isso nos dá a certeza de que aliançados com Ele seremos salvos (V.25)! Aleluia! Faça agora essa aliança que Jesus nos propõe e seja abençoados com prosperidade, suprimentos das necessidades e com a vida eterna!


Pastor Alberto Inácio de Oliveira - Igreja Metodista de Santo Antº da Platina

terça-feira, 24 de agosto de 2010

OS SONHOS DE DEUS...


Você pode estar se perguntando: "Mas, como saber qual é o sonho de Deus para mim? Como saber qual é a vontade de Deus para a minha vida? Como saber se os meus sonhos são de Deus ou são só meus?" Talvez você esteja agora totalmente frustrado, ferido, sem sonhos. Mas eu quero convidar você a receber de Deus a cura e a restauração dos sonhos do seu coração. Ele é poderoso para ressuscitar os sonhos que morreram na sua vida.



Antes de você nascer, Deus sonhou com a sua vida; ele mesmo lhe formou com um propósito e uma missão (Salmo 139.13-18). A Bíblia afirma, em Filipenses 2.13 que o querer, o sonhar, vem de Deus e é ele mesmo quem realiza, quem concretiza estes sonhos. Desde a sua infância, mesmo antes de você conhecer Jesus, Deus estava semeando os sonhos dele para sua vida. Ele os estava plantando dentro do seu coração. E ao longo dos anos, na medida em que você foi crescendo, estes sonhos também foram crescendo.


Você brincava de boneca ou de carrinho, e sonhava em se casar, ter filhos. Eu mesma, desde criança, brincava de desenhar o meu vestido de noiva. Talvez você goste de computadores, de vídeo games, e desde cedo sonha em trabalhar com isso. Ou, quem sabe, você admira o seu pastor e pensa:


"Quando crescer eu vou ser um pastor assim." Talvez assistia a programas na TV que mostravam imagens de outros países, de pessoas de diferentes, culturas, e isso lhe atrai. São sementes dos sonhos de Deus em seu coração. Se você tem um compromisso com Deus, ele vai compartilhar muito mais sonhos para você.


Infelizmente, porém, a Bíblia diz que o diabo veio para matar, roubar e destruir. Ele é inimigo de Deus, e assim, inimigo dos sonhos de Deus. Portanto, ele é nosso inimigo e adversário dos sonhos de Deus para nós. A Bíblia também diz que a nossa luta não é contra carne ou sangue, mas contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes. Mas como é que ele age para matar, para assassinar os nossos sonhos? Será que ele aparece "de chifre" para nos assustar e frustrar nossas esperanças?


Certamente não. Ele usa a boca das pessoas que estão perto de nós. Ele usa olhares. Ele usa as pessoas que mais amamos e admiramos para nos ferir e desencorajar. Meu pai sempre me disse que as pessoas que mais nos ferem são aquelas que mais amamos, porque elas estão perto de nós. Se alguém que eu nem conheço direito fala algo contra mim, não me importo. Mas se alguém da minha casa ou do meu ministério fala contra mim, isso dói, isso desencoraja.


Jesus também passou por isso. Ele veio ao mundo com uma missão. Ele tinha um grande sonho, que era reconciliar o ser humano com o Pai. Ele veio para morrer na cruz em nosso lugar e ressuscitar, vencendo tudo por nós. Ele sabia que ia para Jerusalém para ser crucificado. Em Marcos 8.31-33 vemos Pedro chamando Jesus à parte para tentar convencê-lo de não ir a Jerusalém.


E a resposta de Jesus ao seu discípulo foi: "Arreda, satanás, porque não cogitas das coisas de Deus, e sim das dos homens!" Quando entendemos que é o diabo quem usa a boca das pessoas para nos ferir e matar nossos sonhos, fica mais fácil perdoar essas pessoas. Você precisa perdoar as pessoas que foram instrumento de Satanás para te ferir e frustrar.


Como saber se um sonho é de Deus?


Os sonhos de Deus trazem glória a Deus. A Palavra diz que o coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa vem do Senhor. Também diz que há caminhos que ao homem parecem perfeitos, mas o seu fim é de morte. Nós, muitas vezes, pensamos que alguma coisa é sonho de Deus para nós, mas não é. Creio que uma boa maneira de obter esta resposta é sondando o nosso coração e observando se a realização daquele sonho vai trazer glória a Deus ou não. Portanto, sonde seu coração.


Se você tem um sonho, mas a sua realização não vai glorificar o Senhor, peça a Deus para arrancá-lo do seu coração ou para restaurá-lo, para que ele volte a ser exatamente como é no coração de Deus.


Os sonhos de Deus jamais serão frustrados. Os sonhos de Deus, os propósitos de Deus para a sua vida, têm o poder de se tornar realidade porque nenhum dos desígnios do Senhor pode ser frustrado. Aleluia! Na Bíblia, quando alguém recebia uma profecia, era simples saber se vinha ou não de Deus. Se acontecesse, é porque era de Deus; se não se concretizasse, é porque não era.


Os sonhos de Deus se realizam no tempo de Deus. Você pode descansar, porque se algum sonho é de Deus para sua vida, vai se realizar. Pode parecer que está demorando, que é impossível, que é algo grande demais, mas para Deus todas as coisas são possíveis. Deus sabe a melhor hora para você desfrutar a realização dos seus sonhos. Assim será com o sonho do seu casamento, do seu emprego, da sua faculdade, do seu ministério, enfim, todos os sonhos de Deus se realizarão, no tempo certo, em sua vida.


http://estudosbiblicos.spaceblog.com.br/60524/OS-SONHOS-DE-DEUS/

Entrai pela porta estreita, porque larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz á perdição



Entrai pela porta estreita, porque larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz á perdição, e muitos são os que entram por ela. E porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem. ( Mt 7.13-14).

Jesus nos disse nesses versículos, que existe dois caminhos. Um leva a vida e outro a perdição. A maioria das pessoas escolhem a porta larga, por ela ser fácil e divertida, mas não sabem que esse é o caminho que leva a perdição. Vale lembrar que não existe meio caminho, ou você anda por um ou anda por outro, não há meio termo.

O caminho fácil e a porta larga

Este é o caminho em que o trajeto é fácil, divertido e confortável. Esse é o caminho em que as pessoas optam em não seguir a Jesus Cristo. Preferem dar ouvidos aos desejos carnais, ou seja, preferem andar seguindo as suas próprias paixões.
Infelizmente, esse é o caminho que leva a perdição.

O caminho difícil e a porta estreita

Esse é o caminho difícil, ao qual temos que crucificar os desejos e as paixões da nossa natureza humana, para viver uma vida com Cristo.
A porta estreita é o caminho da Santificação, no qual temos que pertencer somente a Deus, ser completamente dedicado a ele e viver longe dos maus costumes desse mundo.
Devemos escolher esse caminho, por mais que seja difícil e apertado, porque ele é o único caminho que leva a salvação.
Temos que negar as nossas paixões e desejos, sabendo que encontraremos dificuldades nesse caminho.
A porta estreita representa a soberania do Senhor, e o caminho apertado representa a obediência a sua vontade. Seguir a Jesus Cristo importa em sérias obrigações, onde devemos esquecer nossos próprios interesses e carregar a nossa cruz (Mt 16.24).
Lembre-se: É trilhando por este caminho, que conseguiremos ser mansos, pobres de espírito e puros de coração.
Só assim, conseguiremos chegar ao céu, e lá viveremos felizes para sempre, adorando ao Reis do reis e Senhor dos senhores.

Que Deus vos abençõe!


http://atos3-19.blogspot.com/2010/02/entrai-pela-porta-estreita-porque-larga.html

domingo, 22 de agosto de 2010

ACEITE JESUS HOJE...

Outro dia uma pessoa me ligou, e chorando me falou: Eu quero sentir isso que você esta sentindo, eu quero esse sentimento, esse amor por Jesus que você tem, mas sei que tem outras pessoas que também desejam sentir e viver isso que eu e meus filhos estamos vivendo, sentir o amor de Jesus, ouvir a sua voz, ser obediente, então resolvi passar o ponto principal para  que você que ainda não tem Jesus ou que tem dúvidas de sua salvação, possam hoje tomar uma decisão.
A salvação é o maior dom de Deus para nossas vidas. Em sua infinita graça, Ele enviou seu próprio filho Jesus para morrer na cruz e assim, levar sobre si todos os nossos pecados, para que todo que nEle crer tenha vida eterna. A salvação é individual e é um ato voluntário. Aceitar Jesus Cristo como único Senhor e Salvador é uma posição de fé que precisa ser tomada e, uma vez recebida no coração, deve trazer um real arrependimento dos pecadores uma completa transformação de vida. Éramos trevas, mas depois da conversão, passamos a ser luz. Dessa forma, há uma mudança em todas as áreas de nossa vida, eu disse todas. Com Jesus como Senhor, passamos a ser mais que vencedores. Mesmo que haja lutas, venceremos cada uma delas.
  1. “Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo” (Romanos 10:9)
  2. “Qualquer que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece nele, e ele em Deus” (I João 4:15)
  3. “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” (I João 1:9)
  4. “Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai. Possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo” (Mateus 25:34)
  5. “Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim” (João 14:6)
  6. “Eu sou a porta; se alguém entrar a casa; o filho fica entrará e sairá, e achará pastagens” (João10:9)
Se deseja ter Jesus como seu único Senhor e Salvador, de coração faça essa oração
“Senhor Deus, eu venho a Ti, como pecador que sou, em nome de Jesus pedir-te perdão pelos meus pecados. Perdoe Senhor, meus pecados. Apaga minhas transgressões e escreve meu nome no livro da vida que está no céu, para quando deste mundo eu partir tenha um lugar reservado em Tua glória. Senhor Deus, eu creio em meu coração para Tua justiça, mas faço confissão com minha boca para salvação da minha alma. Recebo Jesus em meu coração como meu único e suficiente Salvador. Rejeito também todos os deuses estranhos aos quais eu servi até esse momento e a todo mal que veio sobre minha vida. Declaro agora a cobertura do sangue precioso sobre mim. Entrego minha vida e meus caminhos para que o Senhor Jesus possa conduzir-me e creio que serei vitorioso(a) em nome de Jesus. Amém!”

sábado, 21 de agosto de 2010

A carga é leve.


Parece que há, ao contrário do que se pensa, uma preocupação grande da parte de Deus contra a colocação de uma carga demasiadamente pesada sobre os ombros do homem. Deus certamente deseja aliviar o peso para que possamos caminha melhor. Veja como:

1-  Deus deseja cuidar do nosso hoje e do nosso futuro.
         Quando Jesus desaconselha terminantemente a preocupação com o dia de amanhã. Ele quer nos poupar da soma de preocupações de hoje com a de amanhã. (Mt 6.34). O mesmo faz o salmista quando ordena: “confia no Senhor”, “Entrega o teu caminho ao Senhor”, “Descansa no Senhor” e “Espera no Senhor” (Sl 37.3.5.7e 34). O mesmo faz Paulo quando investe contra a ansiedade: “Não vos inquieteis com nada, mas apresentai a Deus todas as vossas necessidades pela oração e pela suplica, em ação de graças. Então a Paz de Deus, que exerce toda a compreensão, guardará os vossos corações e pensamentos, em Cristo Jesus”. (Fp 4.6-7).

2-  Deus deseja aliviar o fardo pela força da graça. (bens imerecidos).
         Jesus é contra o legalismo. Ele denunciou corajosamente os escribas e fariseus de seu tempo, que “amarram fardos pesados e põem nas costas dos outros”. (Mt 23.4). Os fariseus faziam acusações duras, apontavam erros, criavam metas de santidade impossíveis. A política de Jesus era diferente: “Os deveres que exijo de vocês são fáceis, e a carga que ponho sobre vocês e leve” (Mt 11.30 BLH). João confirma que, uma vez em Cristo, “os seus mandamentos não são difíceis de obedecer” (I Jô 5.3 BLH). O Espírito Santo não coloca carga sobre nós. Deus tem usado de misericórdia em todos os momentos. Desta forma Deus tem agido, ele deseja nos ver aliviados de tudo que nos leva ao cansaço, tais com pecados, amarguras e tantas outras coisas que funcionam como um peso extra em nossas vidas. Se livre disto viva pela graça, confie no amor de Deus. Deus não é um olho de acusação, mas sim uma mão que te ampara.

Conclusão: Deus deseja nos livrar da tentação.
         Para evitar uma sobrecarga insuportável, até a força da tentação passa pelo controle dos céus: “Deus não permitirá que vocês sejam tentados além do que podem suportar”. Além do mais, no momento preciso da tentação. “Ele lhes providenciará um escape, para que a possam suportar” (I Co 10.13, NVI)
         Seja nossa resposta ao Senhor, uma vida de devoção a ele, pois assim viveremos suas bênçãos e estaremos sempre com ele.
Extraído. “Devocionais para todas as estações”. (ajustes Pr. Alberto Inácio)


IGREJA METODISTA SAP

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

O SENHOR ME CARREGOU EM SEUS BRAÇOS ONTEM.....




É tudo que eu quero, me achegar a Ti meu Senhor por Tudo que és em Mim, não por obrigação, mas porque  EU TE AMO!!!!!




Senti o momento exato em que me carregaste no colo, foi quando senti o coração aquecido e minha alma sossegar.
Meu Senhor e meu Deus, obrigada, muito obrigada. 


Ontem o Senhor me carregou nos braços, gente que experiência maravilhosa se sentir nos braços de Deus, foi maravilhoso, eu pude sentir um cafuné , um carinho feito pelas mãos do Senhor, você pode imaginar o que é isso???? Carinho que eu  jamais  sentia antes, Deus tem feito em mim, tem me dado algumas respostas de imediato, e ontem foi assim, e Ele usa as pessoas que mais amo, meus filhos.
Esse é o meu Deus.... eu fecho os olhos e digo Jesus vem, e Ele vem, Ele vem e salta sobre os montes de minha vida e me levanta... sempre que eu preciso. Ele esta aqui e me abraça, e ainda me diz que eu sou Dele e Ele é meu rsrsrsrs Aleluia.
Ele te diz isso também meu amado, minha amada, experimente sentir esse abraço de Jesus , feche os olhos e clame e chame pelo nome de Jesus, que Ele virá saltando pelos montes de sua vida Ele virá .... e Ele te chama pelo nome e ainda te diz Você é meu e Eu sou seu ... Vá até ao encontro de Jesus, não espere mais e nem perca essa oportunidade. Ele esta te esperando, para te carregar nos braços, te abraçar, de dar o carinho que você merece........

Obrigada Senhor pelo seu Espírito Santo na minha vida, obrigada pela nova Mulher que sou hoje, não foi pelas minhas próprias forças nem pelo meu coração enganoso, mas sim porque o Senhor me transformou....Obrigada por abrir o mar para eu passar, por me carregar em Seus braços, para saltar as várias montanhas de minha vida, obrigada por quando as minhas forças acabaram o Senhor me fez  olhar o meu passado e me fez ver tudo o que o Senhor já fez por mim, e eu tenho ousadia e fé para continuar porque sei que a sua obra em minha vida ainda não terminou. Eu sei que em Ti amado Senhor sou uma Mulher vencedora.

Eu sou uma mulher amada pelo Senhor Jesus...nada vai me separar desse grande e maravilhoso amor.

Nancy

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

O PERDÃO




Uma mulher surpreendida a transgredir a lei, estava prostrada no chão e cercada de homens com pedras nas mãos, prontos para a apedrejarem.
Jesus interveio e disse-lhes: "Quem estiver sem pecado atire-lhe a primeira pedra!" Inclinou-se e começou a escrever no chão.
Os homens foram-se retirando. Jesus olhou para a mulher, agora sozinha, e dá-lhe a mão para a levantar do chão.
Já erguida, Jesus diz-lhe: " Vai em paz e não tornes a pecar!"

O choro pode durar uma noite, Más a alegria vêm pela manhã!

Numa passagem bíblica um pai, chefe da Sinagoga, na hora da angústia procura a Jesus , porque sua filha estava nas últimas.Ele se prostra no chão aos pés de Jesus pedindo que Ele fosse a sua casae salvasse sua filha que estava às portas da morte.Esse Homem, chamado Jairo teve que ficar ali escutando outras pessoas que cercavam o mestre, ele teve que esperar, esperar e esperar as demoras de Deus, pois Jesus estava escutando uma outra mulher, que tinha tocado as suas vestes.Jairo estava esperando o milagre de Jesus, mas teve que esperar as demoras de Deus. Talvez você esteja desanimado em esperar, tem demorado e você já não aguenta mais esperar as demoras de Deus, mas para Deus nada é impossível, tudo é possível para aquele que crê.Ele esperou e chegou a notícia que sua filha havia morrido.Já era? Não para Deus, não pra quem tem fé. Os nossos limites não são nada para Deus.Ele continuou esperando, até que chegou a hora e ele ouviu de Jesus:“Não temas, crê somente”.Qual é o seu impossível? O que você precisa obter de Deus?É o próprio Jesus dizendo para você: “Não temas, crê somente”.Mesmo que você não sinta nada, a fé não é sentimento, é convicção.Crêr é acreditar no impossível.Quando chegaram à casa de Jairo, Jesus disse que a menina estava dormindo. Então começaram a rir de Jesus porque viram que ela estava morta. Jesus coloca todos aqueles pra fora da casa. Sabe porque?Eles não acreditavam.Jesus pega Jairo e sua esposa, porque ele precisa de pessoas que acreditam para que ele faça as suas maravilhas. E na presença dos pais Jesus diz: “Menina, levanta”! E ela levantando, Jesus a entregou a seus pais. Imagina o pranto e a alegria deles.Quem precisa ser ressuscitado na sua vida? Por causa da sua oração e sua fé o Senhor está atendendo o seu pedido. Quem é que precisa deste milagre? O Senhor está dizendo: “Não temas, crê somente".

http://murodebronze.blogspot.com/2008_09_01_archive.html

Você é um Verdadeiro Discípulo de Jesus?

A palavra "discípulo" aparece centenas de vezes no Novo Testamento, onde é usada para descrever os seguidores de Jesus com muito mais freqüência do que "cristão" ou "crente". Um discípulo é uma "pessoa que segue os ensinamentos de um mestre" (Dicionário da Bíblia Almeida). Visto que o mestre dos cristãos é o próprio Jesus, o verdadeiro discípulo aprende e segue a vontade do Filho de Deus. Mas, será que todos que se dizem cristãos são verdadeiros discípulos do Senhor? Ao invés de olhar para outros e criticar hipócritas, vamos examinar as nossas próprias atitudes e ações para ver se nós realmente somos discípulos de Jesus.


Como Jesus Define o Discípulo

Três dos relatos do evangelho incluem as palavras desafiadoras do Cristo: "Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me" (Lucas 9:23; veja Mateus 16:24; Marcos 8:34).

Encontramos aqui três elementos essenciais do verdadeiro discipulado, que apresentam desafios enormes:

Negar a si mesmo. Enquanto o mundo e muitas religiões começam com o egoísmo do homem, Jesus exige a auto-negação. As igrejas dos homens convidam as pessoas a realizar seus sonhos de riqueza, felicidade sentimental e posições de honra, mas a mensagem do Senhor é outra. Ele pede que a pessoa negue os seus próprios desejos para fazer a vontade dele.

Tomar a sua própria cruz. Jesus veio para oferecer a vida, mas o caminho para a vida passa pelo vale da morte. Não somente a morte do Cristo, mas a nossa também. Paulo disse: "Estou crucificado com Cristo; logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim" (Gálatas 2:19-20).

Seguir a Jesus. Várias religiões e filosofias exigem sacrifício e auto-negação. Algumas ensinam "preceitos e doutrinas dos homens" e "rigor ascético" que proíbem coisas que Jesus não proíbe (Colossenses 2:20-23). O benefício não vem de auto-negação em si, ou simplesmente de tomar qualquer cruz. Jesus Cristo é o único caminho que leva à vida eterna (Atos 4:12).

Neste estudo, vamos considerar algumas aplicações práticas destes princípios.

Seguir a Jesus, Não aos Homens: Lealdade

A relação de discípulo e mestre tem sido explorada por homens em muitos movimentos religiosos. O raciocínio é relativamente simples. Tirando alguns versículos do contexto e torcendo um pouquinho o sentido de outros, é fácil ensinar aos adeptos a necessidade de submissão quase absoluta aos homens. Considere esta abordagem: "O discípulo não está acima do seu mestre.... Basta ao discípulo ser como o seu mestre...." (Mateus 10:24-25).

Alguns homens na igreja são chamados "mestres" (Atos 13:1; Efésios 4:11; Hebreus 5:12; Tiago 3:1). João teve discípulos (João 1:35). Devemos obedecer aos nossos guias (ou líderes, NVI) e ser submissos a eles (Hebreus 13:17). Utilizando tais versículos, torna-se fácil obrigar os mais novos na fé a seguir quase que cegamente a liderança de homens supostamente espirituais. Vários movimentos religiosos se baseiam em sistemas de discipulado nos quais cada "discípulo" é guiado por um "mestre" ou "discipulador", numa pirâmide ou hierarquia de autoridade humana.

Há vários problemas com este tipo de discipulado:

Investe autoridade excessiva em homens.

A palavra traduzida "mestre" quer dizer, na maioria das vezes, "professor".

A ênfase está no ensinamento da palavra, não na autoridade de uma pessoa sobre outras.

Quando se trata de uma relação que envolve autoridade, as palavras de Jesus são claras e estabelecem a regra que precisamos aplicar hoje: "Vós, porém, não sereis chamados mestres [rabis, NVI], porque um só é vosso Mestre, e vós todos sois irmãos" (Mateus 23:8).

Esquece as qualificações dadas por Deus para os líderes.

Num sentido limitado, Deus deu responsabilidade de liderança a alguns homens na igreja. No primeiro século, os apóstolos guiavam as igrejas por instrução inspirada e pelo exemplo de imitação de Jesus (1 Coríntios 11:1). Eles iniciaram a prática de escolher presbíteros (também chamados "bispos" e "pastores"-veja Atos 20:17,28; 1 Pedro 5:1-3; Efésios 4:11) em cada igreja (Atos 14:23; Tito 1:5).

Poucos homens demonstram as qualificações exigidas por Deus para exercer a função de presbítero ou pastor (veja 1 Timóteo 3:1-7; Tito 1:5-9). Estes homens têm a responsabilidade de cuidar e presidir ou liderar a igreja (1 Timóteo 3:5; 5:17). São os guias que velam pelas almas das ovelhas (Hebreus 13:17).

Ignora as limitações na liderança dos pastores.

Mesmo nas igrejas que têm bispos qualificados, estes são limitados na maneira de guiar ou liderar a igreja. Não têm autoridade absoluta, arbitrária ou despótica. Eles não ditam regras; pelo contrário, mostram um exemplo de como seguir as regras do Supremo Pastor (1 Pedro 5:1-4).

Confunde o papel de evangelistas.

Evangelistas são homens que pregam a boa nova (o evangelho). A autoridade deles é limitada ao trabalho de ensinar, corrigir e exortar pela palavra. As cartas de Paulo aos evangelistas Timóteo e Tito apresentam um modelo de homens que vivem vidas exemplares e pregam fielmente a palavra pura de Jesus (1 Timóteo 4:12-16; 2 Timóteo 4:1-5).

Nada sugere uma posição de superioridade sobre os irmãos.

Homens que querem "melhorar" o plano de Deus e dominar sobre outros procurarão apoio nas Escrituras, pervertendo o sentido da palavra do Senhor. Todos os cristãos devem lembrar que temos um só Mestre, e que todos nós somos irmãos (Mateus 23:8).

Assumir Compromisso com Jesus: Conversão

Ser discípulo de Jesus exige um compromisso sério com ele. Em Mateus 28:18-20, Jesus destaca dois aspectos deste compromisso:

Batismo para entrar em comunhão com Deus

(veja também Atos 22:16; Gálatas 3:27; Romanos 6:3-7).

Obediência absoluta aos ensinamentos de Jesus.

Muitas pessoas se dizem seguidores de Jesus sem dar os primeiros passos de obediência à palavra dele. Para sermos discípulos verdadeiros, temos de apresentar os nossos corpos como sacrifícios a ele, sendo transformados e renovados pela palavra do Senhor (Romanos 12:1-2).

Imitar o Caráter do Cristo: Proceder

Uma vez que reconhecemos Jesus como o nosso Mestre, devemos aprender das palavras e do exemplo dele. Um dos propósitos da vinda dele à terra é apresentado em 1 Pedro 2:21-22- "...Cristo sofreu em vosso lugar, deixando-vos exemplo para seguirdes os seus passos, o qual não cometeu pecado...."

Como discípulos do perfeito Mestre, devemos nos esforçar para desenvolver o caráter dele, tornando-nos
"co-participantes da natureza divina" (2 Pedro 1:4).

Assim procuraremos pensar como Jesus pensa, e agir como ele agiria. Que desafio!

Respeitar a Autoridade do Mestre: Obediência

O entendimento da relação do discípulo com o Mestre naturalmente criará em nós um respeito profundo pela vontade do Senhor. Enquanto outros defendem muitas práticas erradas, dizendo que Deus não as proibiu, o discípulo fiel examina com mais cuidado e percebe que a Bíblia não é um livro de proibição e, sim, de permissão.

Ao invés de tentar justificar a sua própria vontade, o seguidor de Jesus se limita às coisas que Deus permite, as coisas autorizadas nas Escrituras. Ele percebe, pelo estudo da palavra, que não devemos ultrapassar o que Deus revelou, pois tal abordagem aumenta a arrogância ao invés de demonstrar a humildade de servos do Senhor (1 Coríntios 4:6).

Pessoas egoístas seguirão a sua própria sabedoria e dirão que têm liberdade para tratar a Bíblia como uma mensagem "dinâmica" que se adapta à circunstância atual (Provérbios 14:12; Jeremias 10:23; 1 Samuel 13:12).

Mas as pessoas espirituais mostrarão respeito maior para com Deus, sabendo que ele é perfeito e perfeitamente capaz de revelar sua vontade aos homens "uma vez para sempre" (Judas 3) para os habilitar "para toda boa obra" (2 Timóteo 3:16-17).

O servo fiel entende que o Mestre Jesus recebeu autoridade para mudar a lei, fazendo o que não fora autorizado anteriormente (Hebreus 7:11-14). Mas o discípulo humilde jamais ousaria mudar a lei ou ultrapassar o ensinamento de Jesus (2 João 9).

Buscar a Unidade que Jesus Pede: Cooperação

Jesus quer a unidade dos seus discípulos (João 17:20-23). Esta cooperação não vem por estruturas e regras humanas, e sim por amor a Deus. Homens podem forçar uma conformidade superficial por regras e sistemas de organização e controle.

Deus trabalha de outra forma. Ele confia na sua própria palavra para criar a unidade que ele quer (1 Coríntios 1:10). Se cada discípulo continua se aproximando do Senhor, naturalmente estará se unindo cada vez mais aos outros discípulos verdadeiros.

Cristãos se reunindo em congregações locais edificam e encorajam um ao outro (Efésios 4:16; Hebreus 10:23-25). Divisão vem quando pessoas seguem diversas revelações (Isaías 19:2-3), ou seguem líderes humanos e não o próprio Senhor (1 Coríntios 1:11-13). Cristo morreu por nós. Somos batizados em Cristo. Ele é o nosso Mestre e o foco das nossas vidas!

Produzir Fruto: Perseverança e Crescimento

O discípulo de Jesus produz fruto (João 15:8). Pelo fato que aceita a palavra de bom e reto coração, e desenvolve a sua fé com perseverança, ele se torna frutífero (Lucas 8:15).

O discípulo produz fruto pelas boas obras que faz (Tito 3:14; Efésios 2:10). Produzimos fruto quando obedecemos ao nosso Senhor (Lucas 6:46), progredindo com perseverança (Hebreus 12:1).

Sejamos Discípulos de Jesus!

Reconhecendo o amor de Jesus para conosco, livremo-nos dos sistemas de domínio inventados por homens que querem liderar seus próprios discípulos.

Porém, esta liberdade não nos deixa sem responsabilidade de servir. O verdadeiro discípulo de Jesus fará sempre a vontade do Bom Mestre!

http://www.adcwchurch.com/estudo.asp?id=291

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Quando Tudo Dá Errado: O exemplo de Jó

Imagine um dia que começa como qualquer outro. Você se levanta para ir ao serviço e, chegando na firma, encontra as portas lacradas. A firma fechou, sem aviso. Você, inesperadamente, ficou desempregado. Tendo obrigações para cumprir, você decide ir ao banco para sacar dinheiro e pagar algumas contas que estão vencendo. Mas, chegando ao banco, eles dizem que sua conta foi fechada, sem explicação, e que você não tem nenhum centavo. O dia já está piorando. Você resolve voltar para casa, ainda tentando entender o que está acontecendo. Chegando perto de sua rua, você percebe vários bombeiros e ambulâncias correndo por todos os lados. Suas vizinhas estão na rua, chorando inconsolavelmente. Antes de você chegar até sua casa, um dos vizinhos chama você e fala palavras que jamais esquecerá: "Aconteceu tão rápido", ele diz, "que não foi possível salvar ninguém. A casa, de repente, explodiu. Todos que estavam dentro morreram. Eu sinto muito. Todos os seus filhos estão mortos."


Alguns dias passam. Você acorda num lugar estranho. Olhando para seu redor, percebe que está num hospital. Você está sentindo dores terríveis, e uma coceira constante. Depois de algumas horas de sofrimento, a enfermeira avisa que está na hora de visita. No seu caso, várias pessoas serão permitidas entrar para visitá-lo. A primeira pessoa que entra no quarto é sua esposa. Precisando muito de uma palavra de consolo e de explicação, você olha para ela com tanta esperança, nunca imaginando o que ela vai falar. Ela chega perto da sua cama e começa a gritar: "Eu não entendo a sua atitude", ela diz. "Sua fé não vale nada. Você confia num Deus que fez tudo isso? Amaldiçoe o nome de Deus e morra!" Com essas palavras, ela sai do quarto.

Enquanto você procura entender tudo isso, chegam alguns amigos seus. São velhos amigos, sempre prontos para ajudar. Agora será consolado! Mas, eles entram no quarto, vêem seu estado crítico e seu corpo desfigurado pela doença, e não falam nada. Ficam com a boca aberta, olhando, mas não acreditam. Depois de um longo período de silêncio, um deles fala: "Você mereceu isso. Você deve ter feito alguma maldade muito grande, e Deus está te castigando. Ele tirou todos os seu bens e matou seus filhos. Ele causou esta sua doença. Ele fez tudo isso porque você é mau!" Você começa discutir quando um dos outros concorda com o primeiro, e depois outro também concorda com eles. Não adianta discutir. Para eles, você é um detestável pecador que deve sofrer mais ainda.

De repente, algumas crianças passam no corredor. Você se anima, porque crianças sempre trazem alegria e amor. Mas, estas crianças param na porta, vêem a feiura do seu rosto e corpo, e saem correndo. "Nunca vi nada tão feio", uma delas comenta.

Tudo ficção? Jamais aconteceria uma coisa tão terrível? Modifiquei os detalhes para ajudar você, o leitor moderno, sentir na pele o que aconteceu na vida de Jó. O livro de Jó é, possivelmente, o primeiro livro bíblico escrito. Um homem fiel e abençoado por Deus perdeu, num dia só, todas as suas posses e todos os seus filhos. Logo depois, foi atacado por uma terrível enfermidade. A própria esposa foi contra este homem de Deus, e disse: "Amaldiçoa a Deus e morre" (Jó 2:9). Os amigos o condenaram e discutiram com ele para provar a sua culpa (a maior parte do livro relata essas discussões, começando no 2:11 e continuando até 37:24). Todos os conhecidos dele, até as crianças, o desprezaram (19:13-19).

O livro de Jó trata de um dos assuntos mais difíceis na experiência humana: como entender e lidar com o sofrimento. É um livro rico e cativante que todos os servos de Deus precisam estudar. Um dia, mais cedo ou mais tarde, ele será útil na sua vida. Neste artigo, vamos considerar algumas lições claras e importantes desse livro.

Pessoas boas sofrem

Talvez o ponto principal do livro é o simples fato que pessoas fiéis a Deus ainda sofrem nesta vida. O primeiro versículo do livro já define, do ponto de vista de Deus (veja, também, Jó 1:8) o caráter de Jó: "Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desviava do mal." Enquanto entendemos que o sofrimento entrou no mundo por causa do pecado (Gênesis 3:16-19), aprendemos em vários trechos bíblicos que a dor e a tristeza atingem as pessoas boas e dedicadas. Jó, um homem íntegro, sofreu imensamente. Paulo, um servo dedicado ao Senhor, sofreu muito mais do que a grande maioria dos ímpios (2 Coríntios 11:23-27). Mesmo quando ele pediu a Deus, querendo alívio de algum problema, Deus recusou seu pedido (2 Coríntios 12:7-9). Mas, não devemos estranhar com isso, pois o próprio Filho de Deus sofreu na carne (Hebreus 2:9-10,18). Os que servem a ele sofrem, também.

O diabo quer nos derrubar com nosso sofrimento

O propósito de Satanás fica bem claro nos primeiros dois capítulos de Jó. Ele vê o sofrimento como uma grande oportunidade para derrubar a fé dos servos de Deus. Ele aceitou o desafio de tentar destruir a fé de um dos homens mais idôneos do mundo. Depois, ele foi tão ousado que desafiou o próprio Jesus, usando todas as tentações imagináveis para o vencer (Mateus 4:1-11). O diabo entende muito sobre a natureza humana. Ele sabe que pessoas que servem a Deus fielmente quando tudo vai bem na vida podem ser tentadas por meio de alguma calamidade pessoal. Problemas financeiros, a morte de um ente querido, alguma doença grave -- tais sofrimentos na vida são, freqüentemente, o motivo de abandonar a Cristo. Enquanto a mulher de Jó não prevaleceu na vida do próprio marido, o conselho dela (Jó 2:9) vem derrubando a fé de muitas outras pessoas que enfrentam dificuldades na vida. Jó não sabia a fonte de seu sofrimento (capítulos 1 e 2 contam a história para nós, mas ele não sabia de tudo que estava acontecendo entre Deus e Satanás). Às vezes, nós não temos noção da fonte das nossas dificuldades. Mas, podemos ter certeza que o diabo está torcendo para que tropecemos e afastemos de Deus.

Amigos nem sempre ajudam

Três amigos de Jó ficaram sabendo de seu sofrimento, "e combinaram ir juntamente condoer-se dele e consolá-lo" (Jó 2:11). Mas as palavras deles não ajudaram. Ofereceram explicações baseadas nas opiniões deles, e não na verdade que vem de Deus. Onde Deus não tinha falado, eles ousaram de falar. O resultado não foi consolo e ajuda, e sim perturbação e desânimo. A mesma coisa acontece hoje. Quando alguém sofre de um problema de saúde, outras pessoas tendem falar sobre algum caso triste de alguém que teve a mesma doença e morreu. Quando uma pessoa amada morre, muitas pessoas procuram confortar a família com palavras insensatas e até mentirosas. É melhor falar umas poucas palavras com compaixão do que falar muito e entristecer a pessoa mais ainda. Quando sofremos perda, é melhor procurar conselho na palavra de Deus e da boca de pessoas que a conhecem e que vivem segundo a vontade do Senhor.

Deus não explica tudo

Quando sofremos, é natural perguntar: "Por quê?". Jó fez isso (Jó 3:24). Habacuque fez a mesma coisa (Habacuque 1:3). Milhões de outras pessoas têm feito a mesma pergunta. É interessante e importante observar que Deus não responde a todas as nossas perguntas. Pode ler o livro de Jó do começo ao fim, e não encontrará uma resposta completa de Deus à pergunta do sofredor. Durante a boa parte da história, Deus deixou Jó e seus amigos a ponderar o problema. Quando o Senhor falou no fim do livro, ele não explicou o porquê. A partir do capítulo 38, Deus afirma que o homem, como mera criatura, não é capaz de entender muitas das coisas de Deus, e não é digno de questionar a sabedoria divina. Jó entendeu a correção de Deus, e respondeu humildemente:"Sou indigno; que te responderia eu? Ponho a mão na minha boca. Uma vez falei e não replicarei, aliás, duas vezes, porém não prosseguirei" (Jó 40:4-5). Jó pediu desculpas a Deus por ter duvidado da justiça e da bondade do Criador: "Na verdade, falei do que não entendia; coisas maravilhosas demais para mim, coisas que eu não conhecia....Por isso, me abomino e me arrependo no pó e na cinza" (Jó 42:3,6).

Depois do sofrimento, vêm as bênçãos

O sofrimento desta vida é temporário. O sofrimento de Jó foi intenso, mas não durou para sempre. É bem provável que ele lembrou, durante o resto da vida, daquelas experiências doloridas. Mas a crise passou, e a vida continuou. Deus restaurou as posses dele em porções dobradas. A mesma coisa acontece conosco. Enfrentamos alguns dias muito difíceis, mas as tempestades passam e a vida continua. Vivendo na época da nova aliança de Cristo, nós temos uma grande vantagem. Temos uma esperança bem definida de uma recompensa eterna no céu (Hebreus 11:13-16,39-40; 12:1-3; 13:14). Qualquer sofrimento é pequeno quando o colocamos no contexto da eternidade.

Fiéis no sofrimento

Nós vamos sofrer nesta vida. Pessoas que dizem que os filhos de Deus não sofrem são falsos mestres que ou não conhecem ou não aceitam a palavra do Senhor. Jó perdeu tudo. Jeremias foi preso. João Batista foi decapitado. Jesus foi crucificado. Estêvão foi apedrejado. Paulo sofreu naufrágio e prisões. Você, também, vai sofrer. Os problemas da vida não sugerem falta de fé, e não são provas de algum terrível pecado na sua vida. Às vezes, as provações vêm como disciplina de Deus (Hebreus 12:6-13); às vezes, não. Mas sempre são oportunidades para crescer (Tiago 1:2-4), e convites para adorar a Deus (Tiago 5:13; Jó 1:20).

por Dennis Allan

http://www.estudosdabiblia.net/d71.htm

A MÚSICA QUE EDIFICA

Pesquisar este blog