terça-feira, 27 de julho de 2010

Quero ter Fome e Sede

Quero ter Fome e Sede
Deuteronômio 6.10-12



Na passagem acima encontramos Moisés instruindo, exortando e encorajando o povo de Israel. Ele está preparando o povo para entrar na terra da oportunidade. A terra da promessa.
Moisés alerta o povo para o fato de que brevemente eles deixariam a vida no deserto com a qual eles estavam acostumados e estariam entrando em uma terra de abundância e fartura.
Moisés os instrui a respeito de um perigo: “... e quando comeres e te fartares, guarda-te e que te não esqueças do Senhor.”
Não é bom se fartar. A pessoa farta fica muita satisfeita e sonolenta. É bom manter certo nível de fome e sede.
Nos tempos de bênçãos (de fartura) precisamos continuar com fome e com sede. Fome e sede de Deus.
1.      Fome e sede como instrumento de disposição:
O provérbio chinês diz: “a sede consegue quebrar paredes de pedra”. Em outras palavras, se você está realmente com sede, você é capaz de fazer qualquer coisa para conseguir água.
No salmo 63.1 o salmista diz: “Ó Deus, tu és o meu Deus; de madrugada te buscarei; a minha alma tem sede de ti; a minha carne te deseja muito...”
Essa sede não se satisfaz com os bens que o mundo oferece. Essa sede domina o corpo, a mente, a alma. É um santo desejo, no profundo de nossa alma, pelas coisas de Deus.
 2.      Fome e sede como desprezo pelo pecado:
No salmo 19.13 o salmista clama: “Guarda o teu servo também do pecado da soberba, para que esse pecado não se assenhoreie de mim...”.
No nosso dia-a-dia, mesmo nos tempos de bênçãos, enfrentamos tentações de todos os tipos. Há muitas oportunidades para o pecado. Clamemos como o salmista: “Guarda o teu servo do pecado...”
3.       Fome e sede como desejo de obedecer:
No salmo 40.8 o salmista afirma: “Tenho prazer em fazer tua vontade, ó Deus...” e Jesus disse: “Minha comida e a minha bebida é fazer a vontade de meu pai...”
A fome e a sede da pessoa santa são a fome e a sede de obedecer a Deus e estar no centro da sua vontade.
A igreja de Jesus Cristo não precisa tanto de grandes teólogos como ela precisa de homens e mulheres santos, que desejam e presença de Deus, que desprezem o pecado e que estejam dispostos a obedecer.
Esse é o desafio para cada um de nós. Manter certo nível de fome e sede.
Obedecendo a Deus imediatamente. Chamando o pecado pelo seu verdadeiro nome. Firmando-nos na palavra de Deus.


http://www.metodistasap.org.br/portal/mostra_pastoral.php?id=94
Postado no site da Igreja Metodista de SAP pelo Bispo J. Carlos

A MÚSICA QUE EDIFICA

Pesquisar este blog