quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

O mesmo


Embora nós possamos nos sentir jovens por dentro,
nós envelhecemos. Seja por forças internas ou externas,
nós mudamos.
Com o passar da idade, não conseguimos dizer
todas as mudanças que já vivemos desde nossa
mocidade.
Ao começar no ensino fundamental até o ensino
médio, faculdade, ou do trabalho árduo da meia idade
tudo se transforma de maneira simples e comum... 
mundo parece ter diminuído se tornado imediatista e
relativamente indomável.
Tudo muda rápido demais, tecnologias, moda,
culturas e tantas outras ações e reações que não consigo
pautar; o jeito de viver é outro, a forma de pensar é
infinitamente diferente comparada às gerações
passadas.
Em todas essas mudanças, no entanto, nós
podemos agradecer a Deus pela nossa fé em um Deus
pleno que tem um amor puro pela nossa vida.
Sua presença e constante, suas ações sempre
revelam cuidado. Sendo assim, não devemos esmorecer e
abandonar os conceitos e preceitos que Deus tem
mostrado em sua Palavra. A Palavra é fiel, pois quem
pronunciou é fiel. “Passará o céu e a terra, mas as
minhas palavras jamais passarão” Lc. 21:33.
O nosso Deus tem prazer em ser o mesmo, tem
prazer em cumprir as promessas que fez.
Busquemos viver diante de Deus com paixão e
atitude comprometida, pois ele enviou Jesus Cristo como
nosso Salvador e Senhor. Seu compromisso é com a vida
por inteiro.
Ele quer abençoar, sua juventude, meia idade ou
maturidade de forma santa e continua. Ele é eterno, sua
bondade dura para sempre, e sua fidelidade não tem fim.
Confie nisto de todo o seu coração e prove de seu
grande e eterno amor.
Abraços
                                                                                Pr Alberto Inacio de Oliveira

A MÚSICA QUE EDIFICA

Pesquisar este blog