sábado, 7 de agosto de 2010

PARA MEU PAPAI.... ALEVINO


Deuteronômio 6: 6 e 7
Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração.
Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado em casa, quando estiver andando pelo caminho, quando se deitar e quando se levantar.



Papai...não tenho palavras para dizer o quanto te amo, homem que eu admiro tanto, com todas as suas virtudes e também com seus limites e fraquezas.

Obrigado, papai, pelo seu apoio,  que seria de mim, sem você?

Obrigada pelas vezes que junto com minha mãe oraram pedindo a Deus pela minha saúde, para que eu não desviasse dos caminhos do Senhor Jesus, pela paciência que tiveram as diversas vezes que eu estava doente e você saiu de sua cama para ali eu ficar rsrsrs e não foi uma nem duas noites e sim mais de um mês. Se Deus fez um milagre em minha vida foi porque o Senhor e minha mãe clamaram por isso.

Que saudade de minha infância senti agora, de sentar no seu colo, de ser a menininha do papai rsrsrs, das viagens.... que lembranças boas, mas que bom que posso lembrar de minha infância com alegria e com saudades, pois muitos preferem nem lembrar.  

Sabe Pai, muitos elogiam meus filhos, e os filhos da Laura, os netos que você ama tanto e eu digo que se eles são os jovens educados e corretos de hoje, é porque tiveram um berço de ouro, e esse berço é herança que receberam do Senhor Papai. E não tem dinheiro que compre e tire isso deles.

EU TE AMO... FELIZ DIA DOS PAIS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A MÚSICA QUE EDIFICA

Pesquisar este blog