sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Meu Alvo




Paulo, ensinando aos filipenses que a vida cristã é um processo, afirma: 


“... Prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus, em Cristo Jesus” (Filipenses 3:14).

Para muitos crentes, ser salvo do inferno parece ser o único objetivo da vida cristã. Uma vez que a pessoa tenha declarado “aceitar a Cristo”, tenha sido batizada nas águas por imersão em uma igreja e tenha adquirido o hábito de freqüentar os cultos, o assunto estará resolvido. Isto é, ela estará “vivendo” a vida cristã. 

O cristianismo que se resume em freqüentar igreja nunca foi o ensino do Apóstolo. Para Paulo, vida cristã é coisa dinâmica. É vida. Vida que extrapola templos e enfrenta as oposições do mundo. Vida bíblica, que começa no domingo de manhã, prossegue a semana inteira e volta no domingo seguinte trazendo os frutos do testemunho diário. 

A vida cristã só faz sentido quando “prosseguimos para o alvo”. Alvo que é JESUS CRISTO. Alvo que é ser preenchido pelo Espírito de Cristo, na plenitude daquela personalidade que o Senhor programou para cada um de nós. E se o alvo é para ser prosseguido, logo viver como cristão de verdade não pode ser uma coisa que reduza a uma meia dúzia de “hábitos” religiosos. Quem de fato, é cristão não fica parado, usufruindo dos bonitos cultos. Ele tem um alvo maior. E prossegue todos os dias para o alvo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A MÚSICA QUE EDIFICA

Pesquisar este blog