sábado, 6 de julho de 2013

Contando os Nossos Dias


“Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios. (...) Farta-nos de madrugada com a tua benignidade, para que nos regozijemos, e nos alegremos todos os nossos dias. Salmos 90:12 e 14

Os salmos são normalmente associados ao Rei Davi. Mas o Salmo 90 não foi escrito por ele. Foi escrito por Moisés que viveu aproximadamente 400 anos antes de Davi.

Algumas versões da Sociedade Bíblica dão o seguinte título do salmo 90: “A eternidade de Deus e a transitoriedade do homem”. Gosto desse título! Tiago descreve com clareza essa transitoriedade do ser humano quando faz a seguinte afirmação: “Digo-vos que não sabeis o que acontecerá amanhã. Porque, que é a vossa vida? É um vapor que aparece por um pouco, e depois se desvanece” Tiago 4:14. 

Eu não sei quantos dias ainda vou viver nessa terra e já aprendi que durante a minha vida não posso escolher as lutas e as dificuldades pelas quais vou passar. Por isso me alegro com o verso 12 do salmo 90 quando Moisés pede:“Ensina-nos a contar os nossos dias”.

Que bom que Moisés tenha feito o seu pedido no plural “ensina-NOS”. Eu também me incluo nessa petição. 

Moisés viveu aproximadamente 43.800 dias, mas não creio que foi esse tipo de conta que ele queria aprender. Creio que Moisés estava de fato pedindo a Deus que o ensinasse a reconhecer as bênçãos e as responsabilidades de cada dia. E o propósito disso tudo era “para que alcancemos corações sábios”. Aparentemente Moisés estabeleceu esse como sendo o alvo fundamental para a sua existência: alcançar um coração sábio.

Diante da realidade que a vida nos apresenta (desafios; perguntas; lutas; confusões), buscamos a orientação de Deus para que então possamos discernir (ter a sabedoria de) como e quando agir.

No verso 14 Moisés continua: “Farta-nos de madrugada com a tua benignidade, para que nos regozijemos, e nos alegremos todos os nossos dias”.

A mais profunda fonte de satisfação do crente é a benignidade de Deus. É amor que nunca falha! Em Isaias 54.10 Deus confirma essa verdade quando diz: “Porque os montes se retirarão, e os outeiros serão abalados; porém a minha benignidade não se apartará de ti”.

Ao contarmos o dia de hoje reconheçamos que “Esse é o dia que o Senhor nos fez. Regozijemo-nos e alegremo-nos nele!”

Bispo João Carlos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A MÚSICA QUE EDIFICA

Pesquisar este blog